Coronavírus

São Paulo Coronavírus: Câmara de SP mudará funcionamento para evitar contágio

Coronavírus: Câmara de SP mudará funcionamento para evitar contágio

O presidente Eduardo Tuma revelou que a casa vai restringir entrada e colocar funcionários expostos a países e pessoas infectadas em quarentena 

  • São Paulo | Gabriel Croquer*, do R7

Divulgação/Câmara Municipal

O presidente da Câmara Municipal de São Paulo, Eduardo Tuma (PSDB), anunciou nesta quinta-feira (12) que a Casa terá novas regras a partir da próxima segunda (16) com o objetivo de conter a pandemia do coronavírus. Por meio de suas redes sociais, o vereador detalhou a medida, que será publicada no Diário Oficial do Município na sexta-feira (13).

Leia mais: Coronavírus: Unicamp suspende aulas até o fim deste mês 

A exemplo do Tribunal de Justiça de São Paulo, a medida vai instituir quarentena para funcionários que tenham passado por países infectados ou que tenham tido relação com pessoas contaminadas. Tuma também citou a criação de um comitê de acompanhamento do vírus, que deve funcionar até o final da pandemia.

Ainda de acordo com o vereador, serão canceladas reuniões que tenham aglomeração de pessoas, com a exceção daquelas ligadas à atividade legislativa. O acesso à assembleia municipal ficará restrito aos vereadores, funcionários, assessores e terceirizados que trabalhem no local

*Estagiário do R7, sob supervisão de Clarice Sá

Últimas