São Paulo Corpo do menino Benjamim será enterrado neste sábado (7) em SP

Corpo do menino Benjamim será enterrado neste sábado (7) em SP

Após mais de 48 horas de buscas, corpo da criança, de 4 anos, foi encontrado boiando a cerca de 50 metros da faixa de areia em praia do Guarujá

O corpo do menino Benjamim Nunes de Jesus, que foi encontrado boiando no mar do Guarujá, no litoral de São Paulo, na sexta-feira (6) será enterrado na manhã deste sábado (7).

Benjamim sumiu na terça feira (3), na praia de Santa Cruz dos Navegantes. Ele estava com a mãe, que perdeu o menino de vista em um momento de distração. A partir de então, começou um trabalho intenso se buscas por terra e na água.

Benjamim Nunes de Jesus, de 4 anos

Benjamim Nunes de Jesus, de 4 anos

Reprodução/Record TV

Menino Benjamim era uma criança doce e esperta, segundo familiares

Foram mais de 48 horas de buscas. Homens do Corpo de Bombeiros vasculharam a mata que cerca a praia. A procura também foi feita em um centro comunitário, que é um dos acessos ao local. Uma equipe de guarda-vidas fez uma busca em linha na parte mais rasa da praia, enquanto mergulhadores  vasculharam o fundo do mar.

Suspeita de sequestro

A mãe de Benjamim acreditava na possibilidade de o menino ter sido sequestrado por alguém ou ter se perdido na mata. As hipóteses, no entanto, foram descartadas pelos bombeiros, que ampliaram as buscas para alto mar.

A família acompanhou cada passo dessa operação. Ana cristina, a mãe, estava sempre por perto. Diego, o pai, passou a noite na areia. O avô de benjamim, que já foi pescador, ajudou nas buscas pelo neto no mar.

Choro

A procura terminou por volta de 5h40 desta sexta, logo após o corpo ser avistado boiando no mar pelo vigia de barco Luiz Carlos dos Reis. ELe estava dormindo na embarcação e, ao acordar, viu o corpo da criança a cerca de 50 metros da faixa de areia.

Ao contar o episódio, Reis foi às lágrimas."Eu vim pegar ele aqui ó, pra amarrar ele aqui", conta Reis. Em seguida, se emociona: "Meu deus do céu".  Ele avisou um grupo de pescadores, que conseguiu colocar o corpo do menino em cima de uma boia de pesca para aguardar a chegada do Corpo de Bombeiros.

Últimas