São Paulo Corpo encontrado durante operação não é de PM desaparecida

Corpo encontrado durante operação não é de PM desaparecida

Juliane dos Santos Duarte despareceu após ser abordada por homens encapuzados em um bar de Paraisópolis, segundo informações iniciais

Corpo encontrado durante operação não é de PM desaparecida

PM Juliane Duarte desapareceu na madrugada de quinta-feira (2)

PM Juliane Duarte desapareceu na madrugada de quinta-feira (2)

Reprodução

O corpo encontrado durante uma operação da Polícia Militar na manhã desta sexta-feira (3) em Paraisópolis, na zona sul de São Paulo, não é o da PM Juliana Duarte, desaparecida desde quinta-feira (2). A informação foi confirmada à repórter da RecordTV Marcela Varasquim pelos técnicos da Polícia Científica, que estão no local das buscas.

"O corpo trata-se de uma pessoa do sexo masculino, aparentemente de 40 anos de idade", informou o sargento do Corpo de Bombeiros Henrique. Segundo a corporação, o corpo foi encontrado em uma cova rasa e estava em decomposição.

Juliane dos Santos Duarte, de 27 anos, foi vista pela última vez na rua Melchior Gloria, na Vila Andrade. Uma secretária de 41 anos compareceu ao DP informando que a policial participava de um churrasco em sua casa quando por volta da meia-noite foi para a casa de vizinhos. Às 6h da manhã, uma vizinha chegou desesperada e informou que a PM teria sido baleada por indivíduos desconhecidos, segundo o boletim registrado no 89º Distrito Policial (Portal do Morumbi).

Os disparos teriam sido feitos durante uma briga em um bar, logo após Juliane se identificar como policial militar e reclamar do sumiço de um aparelho celular da mesa em que estava. A policial atuava na 2ª Companhia do 3º Batalhão Metropolitano, responsável pelo patrulhamento em parte do Jabaquara, na zona sul.

Em entrevista à RecordTV, a mãe da PM, dona Cleusa, informou que o celular de sua filha não está desligado. "Hoje mesmo eu liguei e chamou", disse. "Meu coração está muito pequenininho, mas eu tenho a esperança de quem está com ela não fez nenhum mal para com ela".

Em nota, a SSP (Secretaria da Segurança Pública) informou que a PM "de imediato determinou operações em Paraisópolis e arredores com objetivo de localizar a vítima". "Equipes do 89º DP também estão no local", acrescentou. Mais tarde, a pasta confirmou que o corpo trata-se de um homem. 

*Com informações da Agência Estado

    Access log