Covas anuncia doação de empresas de 100 leitos de observação para SP

Leitos ficarão ao lado dos hospitais de campanha do Anhembi e Pacaembu. Prefeito disse que obras em Hospital da Brasilândia serão antecipadas

Bruno Covas anuncia construção de mais 100 leitos de observação em SP

Bruno Covas anuncia construção de mais 100 leitos de observação em SP

Reprodução Prefeitura de SP

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, divulgou um vídeo, na manhã desta quarta-feira (25), em que afirma que uma parceria entre duas empresas privadas decidiu doar cem leitos de observação para compor a estrutura de combate ao novo coronavírus na cidade. 

Leia mais: São Paulo tem cerca de 10% dos pacientes com covid-19 em UTI

"Uma parceria entre Ambev e a Gerdau vai doar para São Paulo cem leitos de observação que serão construídos ao lado do hospital municipal do M'Boi Mirim. Esses leitos se soman aos 2 mil leitos dos hospitais de campanha do Anhembi e do Pacaembu", afirmou Covas. 

Leia mais: Doria pede isenção de tarifa de luz para população de baixa renda

O prefeito afirmou ainda que 667 mil pessoas foram imunizadas nos dois primeiros dias da campanha de vacinação contra a Influenza. "Um número bem acima das 22 mil pessoas nos dois primeiros dias da campanha ano passado. Queremos chegar a vacinar 1,8 milhão de idosos em São Paulo", disse Covas. Ele recomendou que os idosos procurem o posto de saúde mais próximo ou uma das 450 escolas à disposição da vacinação.

Leia mais: São Paulo amplia registro de boletim de ocorrência pela internet

Covas também afirmou em vídeo que a prefeitura deve atencipar parte das obras do Hospital da Brasilândia. Nos próximos dias, serão, afirmou ele, 150 novos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para se somar aos 490 leitos já planejados. Segundo ele, serão 640 leitos de UTI à disposição no combate à epidemia do coronavírus.