Coronavírus

São Paulo Covid: Internações de crianças em hospitais de SP sobem 84%

Covid: Internações de crianças em hospitais de SP sobem 84%

Com dados de 3 hospitais infantis da capital paulista, levantamento considera período entre julho de 2021 e 9 de janeiro deste ano

  • São Paulo | Do R7

Média de leitos ocupados era de 22 em 1º de julho. Neste domingo (9), de 40

Média de leitos ocupados era de 22 em 1º de julho. Neste domingo (9), de 40

Reprodução/Freepik

O número de internações por Covid-19 entre crianças subiu 83,7% entre julho de 2021 e o início de 2022 em hospitais infantis de São Paulo. O levantamento, realizado pelo Covid Info Tracker, projeto de monitoramento de dados do novo coronavírus no Estado, e realizado por pesquisadores da Unesp (Universidade Estadual Paulista) e da USP (Universidade de São Paulo).

O estudo levou em conta três dos principais hospitais infantis da capital paulista: Hospital Infantil Candido Fontoura, na zona leste, Hospital Infantil Darcy Vargas, na zona sul, e Hospital Municipal Infantil Menino Jesus, no centro.

Em 1º de julho, data de início do levantamento, a média de leitos ocupados entre as três unidades era de 22. Neste domingo (9), a média de crianças internadas era de 40,43.

O gráfico indica um crescimento substancial na média de leitos ao longo dos últimos seis meses, variando entre 22 e 27 até o início de agosto.

O valor mais alto registrado no período de pesquisa foi em 23 de novembro; em média, eram 43 crianças internadas em cada um dos três hospitais. Desde o mês passado, ainda de acordo com o levantamento, as médias de leitos ocupados por dia têm variado entre 34 e 42.

Vacinação infantil

Após o Ministério da Saúde incluir as crianças de 5 a 11 anos na campanha de vacinação contra a Covid-19, o Estado de São Paulo aguarda a distribuição das doses pelo país, bem como a autorização para o uso da CoronaVac para imunizar o público infantil.

Segundo previsão do governo paulista, desde que as vacinas sejam distribuídas, o Estado poderá concluir a imunização das crianças nessa faixa etária em até três semanas.

Últimas