São Paulo Covid: SP atinge 60% de imunizados com as duas doses e ultrapassa EUA

Covid: SP atinge 60% de imunizados com as duas doses e ultrapassa EUA

Mesmo com sobra de vacinas, campanha emperra nos EUA e está estacionada em 56% da população totalmente imunizada

  • São Paulo | Do R7

Estado atualmente vacina idosos com dose de reforço e adolescentes com a primeira aplicação

Estado atualmente vacina idosos com dose de reforço e adolescentes com a primeira aplicação

Reprodução/Prefeitura de São Paulo - 27.09.2021

O estado de São Paulo alcançou a marca de 60% da população vacinada, o que equivale a cerca de 27,5 milhões de pessoas, e ultrapassou proporcionalmente os EUA na campanha vacinal. Os dados de imunização foram divulgados pela gestão Doria, em coletiva de imprensa, nesta quarta-feira (6). 

Nos EUA, a taxa de vacinados com a segunda dose na população é de 56% (186.060.146), de acordo com o CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças), órgão federal de vigilância sanitária. 

Embora haja excesso de vacinas nos EUA e o país tenha sido um dos primeiros a aplicar as doses, as taxas de vacinação estacionaram por lá há meses por causa da desconfiança de parte da população. A meta de vacinar 70% da população adulta com pelo menos uma dose foi alcançada com um mês de atraso.  

No Brasil, a taxa de vacinação é de 70% quando se considera toda a população, de 211 milhões de pessoas. Os 96.236.475 que receberam a segunda dose representam 45% dos brasileiros. 

No estado de São Paulo, 65.478.931 doses foram aplicadas, sendo 37.049.515 de primeira dose, 26.472.063 de segunda dose, 1.159.463 de dose única e 797.890 de dose de reforço. No entanto, 3,8 milhões de pessoas não retornaram para tomar a segunda dose.

A alta adesão da população do estado à campanha vacinal tem resultado em baixas taxas de mortes e de infectados pela pandemia. Ainda de acordo com a gestão Doria, nesta quarta-feira (6) 72% das cidades paulistas não registraram mortes decorrentes da Covid-19. 

O resultado também se reflete nas internações, que caíram 84% desde o pico da segunda onda da pandemia, em março. Atualmente, a taxa de ocupação nas UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) é de 31,4% no estado. 

Últimas