Coronavírus

São Paulo Covid: Suzano inicia força-tarefa de 35 horas seguidas de vacinação

Covid: Suzano inicia força-tarefa de 35 horas seguidas de vacinação

Serão atendidos 7 grupos , incluindo profissionais da educação, taxistas, cobradores, motoristas e pessoas acima dos 50 anos

Pessoas acima dos 50 anos devem comparecer após as 19h

Pessoas acima dos 50 anos devem comparecer após as 19h

Wanderley Costa/Secop Suzano

A cidade de Suzano, na Grande São Paulo, está promovendo nesta quinta-feira (17), desde as 8h, uma força-tarefa de 35 horas ininterruptas de vacinação contra a covid-19 para a população. A ação ocorre na Arena Suzano, na avenida Senador Roberto Simonsen, no bairro Jardim Imperador.

Ao todo, serão atendidos sete grupos prioritários, incluindo profissionais da educação, taxistas e cobradores de transporte coletivo do município. As pessoas acima dos 50 anos, também entre os prioritários, devem comparecer após as 19h.

Pedro Ishi, responsável pela secretaria de Saúde da cidade e pela chamada “Virada da Vacina”, comenta que o escalonamento é importante para que os habitantes susanenses tenham maior segurança durante o programa de imunização.

“Esperamos uma demanda alta de pessoas com idades entre 50 e 59 anos, por isso recomendamos que o público desta faixa etária busque atendimento somente a partir das 19 horas, quando o fluxo dos demais grupos já tiver menor”, afirmou o secretário.

Os motoristas e cobradores, informa a pasta, devem apresentar o comprovante da atividade exercida: “

Os profissionais dessa última categoria devem ter em mãos o comprovante da atividade exercida para receber a dose. “Este documento carimbado e assinado será emitido exclusivamente pela Secretaria Municipal de Transportes e Mobilidade Urbana, podendo ser solicitado na sede da pasta, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas”, escreve a secretaria.

Para obter o comprovante, basta apresentar o documento original com foto, CPF, carteira de trabalho e um documento comprobatório de vínculo empregatício à empresa, como um holerite, à secretaria de transportes.

Os profissionais da Educação deverão apresentar o QR Code, emitido pela plataforma “Vacina Já Educação” (vacinaja.sp.gov.br/educacao).

Pessoas com comorbidade e deficiência precisarão comprovar a condição com laudo médico ou receita médica com resultados recentes de exames. Grávidas e puérperas devem utilizar como comprovante a ‘Carteira da gestante”.

Os idosos acima de 60 anos que não receberam a primeira dose podem se vacinar também, informa a prefeitura.

Veja o quadro completo com datas, horários e mais informações sobre a vacinação no município susanense pode ser encontrado neste link.

Últimas