São Paulo Delegados elegem a lista tríplice para chefe da Polícia Civil de SP

Delegados elegem a lista tríplice para chefe da Polícia Civil de SP

Os nomes serão levados ao futuro governador paulista, que poderá indicar um para assumir a chefia da Polícia Civil — aspiração antiga da classe

Delegados elegem a lista tríplice para chefe da Polícia Civil de SP

Lista tríplice é formada

Lista tríplice é formada

Reprodução Facebook

Os delegados de São Paulo elegeram a lista tríplice para o cargo de delegado-geral da Polícia Civil do Estado. Com 508 votos, Domingos Paulo Neto alcançou o primeiro lugar, com larga margem de vantagem sobre seus oponentes mais próximos, Antônio Mestre Júnior, que ficou em segundo (235 votos) e Edson Minoru Nakamura em terceiro (182).

A lista será levada ao futuro governador paulista, que poderá indicar um dos nomes para assumir a chefia da Polícia Civil — aspiração antiga da classe.

Domingos Paulo Neto, com 61 anos de idade, quase 42 de carreira, bate com folga até mesmo a soma dos votos do segundo e terceiro colocados, 417. O eleito em primeiro lugar sempre defendeu esse modelo de escolha para delegado-geral.

O resultado do pleito da categoria será anunciado oficialmente nesta segunda-feira (1º), às 14h30, na sede da Associação dos Delegados de Polícia Do Estado.

A divulgação será realizada pelo presidente da entidade, Gustavo Mesquita, e pela presidente do Sindicato dos Delegados, Raquel Gallinati, que organizaram a votação inédita na história da Instituição. Nunca os delegados elegeram o número 1 da Instituição.

A eleição para o posto mais alto da corporação se prolongou por dez dias. Ela foi iniciada no dia 18 de setembro e encerrada no dia 29. Não há previsão constitucional para a formação da lista tríplice, ou seja, o chefe do Executivo não tem que escolher nenhum nome. Mas os delegados consideram que dão um passo importante para a concretização de sua antiga aspiração.

    Access log