São Paulo "Depende de energia para viver", diz mulher de idoso em bairro sem luz

"Depende de energia para viver", diz mulher de idoso em bairro sem luz

Vários bairros de São Paulo estão sem energia elétrica desde a chuva da última terça-feira (26). Quedas de árvores seriam o principal motivo

Falta de energia

Sem luz, Susi Strodel Carvalho cuida do marido que depende de aparelhos

Sem luz, Susi Strodel Carvalho cuida do marido que depende de aparelhos

Edu Garcia/ R7

A capital paulista sofre com as consequências das fortes chuvas dos últimos dias e da falta de zeladoria. Em um dia, 665 árvores caíram em São Paulo e mais de 100 semáforos pararam de funcionar. Moradores das proximidades da Avenida Almirante Alberto, no bairro de Lauzane, zona norte da capital paulista, relataram ao R7 que estão sofrendo devido à queda no fornecimento de energia há pelo menos 40 horas.

A interrupção do serviço provoca inúmeros transtornos aos habitantes. Há casos dramáticos, como o da dona de casa Susi Strodel Carvalho, que cuida do marido, Romeu Carvalho, de 62 anos. Ele sofre de esclerose múltipla e depende de vários equipamentos médicos ligados na energia elétrica.

Leia mais: Zona leste de São Paulo sofre com alagamentos há mais de 20 dias

"Ele está acamado há 14 anos. Temos uma home care em casa e há vários aparelhos que dependem de energia, como aparelhos respiratórios, de inalação, monitoramento dos batimentos cardíacos e saturação (oxigenação no cérebro)". A esposa lamenta os constantes problemas ocorridos pela queda de luz na região que prejudicam a população, especialmente aqueles que vivem situação especial.

Bairro está sem luz há 38 horas por causa de quedas de árvores

Bairro está sem luz há 38 horas por causa de quedas de árvores

Edu Garcia/ R7

"É um caso diferente de um vizinho que não tem nada. E mesmo para quem não passa por uma situação especial já é muito difícil", frisou. Susi afirmou que já fez inúmeras reclamações na empresa responsável pelo fornecimento de energia, mas todas em vão. "Não adianta. Tantos depoimentos que dei. (As respostas) Parece gravação", criticou a dona de casa.

O aposentado Odair Murilla Prieto também tem uma dose extra de dificuldades com a falta de energia. A esposa, que é cadeirante e sofreu uma fratura no cotovelo, requer cuidados especiais.

Veja também: Buracos e carros submersos: zona leste de SP sofre com enchentes

"Estamos sem luz há 38 horas. Passei dois dias sem tomar um banho", contou Odair.

Rosa Trocoli teve o trabalho prejudicado pela falta de energia

Rosa Trocoli teve o trabalho prejudicado pela falta de energia

Edu Garcia/ R7

Árvores caídas

A esteticista corporal Rosa Trocoli credita os problemas de energia à falta de poda das árvores que ficam muito próximas à fiação da rua.

"Com os ventos e as chuvas, as árvores maiores chicoteiam, caem sobre os fios e desarmam os circuitos da rua", relata a moradora.

"É essa angustia desde domingo passado. Depois de todas as chuvas, os circuitos são desligados por causa das árvores", complementou a dona de casa Olga Ferreira, de 79 anos.

Falta de podas

No bairro de Perdizes, na zona oeste de São Paulo, as inúmeras quedas de árvores centenárias provocam muitos danos, prejuízos e colocam a vida dos moradores em risco.

Na Rua Vargem do Cedro, os moradores temem pela iminente queda de uma árvore sobre as casas. "Mais duas chuvas e essa árvore vai cair", revelou um funcionário da empresa responsável pelo fornecimento de energia na cidade, que não se identificou. "Nós tiramos os galhos,  mas os moradores precisam acionar a prefeitura", completou.

No entanto, o advogado Giovanni Mazzi, que mora na região há 40 anos, demonstrou irritação com o que chamou de descaso das autoridades municipais em relação ao problema. "É uma falta de competência da prefeitura. Mas o imposto é cobrado. Pedimos a poda há um ano. A gestão do dinheiro público é nota zero", enfatizou o advogado.

Árvores derrubam postes e causam estragos em SP

Árvores derrubam postes e causam estragos em SP

Edu Garcia/ R7

Na mesma região,  funcionários terceirizados se desdobravam para tirar uma árvore gigantesca que caiu sobre vários carros na esquina das ruas Afonso Bovero e Antonina.

O entorno também ficou sem energia desde às 13h45 da terça-feira, quando ocorreu a queda, de acordo com moradores. "Estávamos almoçando. Foi um vento muito forte e repentino que derrubou a árvore", contou o economista Maurício Araújo, que reside no local.

Ainda segundo pessoas que trabalham na região, não houve feridos devido ao acidente, apesar dos danos materiais e as imagens serem impressionates.

Outro lado

A Enel Distribuição São Paulo informa que 3.900 técnicos da companhia trabalham para restabelecer os clientes afetados pelo último temporal. Mais de 70% dos casos foram normalizados. As regiões Sul e Oeste são as mais impactadas. A prefeitura de São Paulo também foi procurada, mas até o fechamento da matéria não se manifestou.

Você tem alguma denúncia? Envie um e-mail para denuncia@r7.com