Deputados invadem hospital contra covid-19 no Anhembi, diz prefeitura

Prefeitura de São Paulo não informou quem eram os deputados, mas repudiou a ação em que alega que eles foram desrespeitosos

Hospital de campanha atende exclusivamente pacientes vítimas da covid-19

Hospital de campanha atende exclusivamente pacientes vítimas da covid-19

TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO CONTEÚDO

A Prefeitura de São Paulo divulgou uma nota na noite desta quinta-feira (4) em que afirma que quatro deputados estaduais, acompanhados de seus assessores, invadiram o hospital de campanha do Anhembi, na zona norte da cidade.

Segundo a nota, os deputados "invadiram de maneira desrespeitosa, agredindo pacientes e funcionários verbal e moralmente, colocando em risco a própria saúde porque inicialmente não estavam usando EPI e a própria vida dos cidadãos que estão internados e em tratamento na unidade".

A prefeitura afirma ainda que os parlamentares gravaram pacientes sem autorização prévia, muitos dos quais estavam sendo higienizados em seus leitos e também grabaram uma ala do hospital que não estava em operação,  portanto vazias, mas estruturadas para receber mais pacientes, caso necessário.

A nota não específica quais os parlamentares que entraram no local, mas critica a ação e afirma que mantém transparência na gestão da unidade e que "reitera total repúdio a atitudes violentas e ações deliberadas para tentar enganar a opinião pública".