Desorientada, Emily diz não se lembrar de nada: 'Vim andando'

Menina de 11 anos foi encontrada nesta quinta-feira (9) após passar cinco dias desaparecida. Ela afirmou à polícia não se lembrar de nada desde o sumiço

Emily se reencontra com seu pai após ficar cinco
 dias desaparecida

Emily se reencontra com seu pai após ficar cinco dias desaparecida

Reprodução/ Record TV

A menina Emily Belo, de 11 anos, se mostrou muito abalada e em estado de choque após ser encontrada nesta quinta-feira (9) em Americana, interior de São Paulo. Na primeira conversa com os pais após seu desaparecimento, flagrada pela Record TV, Emily Belo não conseguiu responder com detalhes às perguntas sobre o que havia ocorrido ou como voltou para casa: "eu vim andando, fui vendo pelas placas".

Emily foi vista na manhã desta quinta-feira (9) por um frentista enquanto andava sozinha na rua, desnorteada. Ela então se  se aproximou do homem no posto de gasolina e se apresentou, perguntando em qual cidade o estabelecimento estava localizado. O frentista chamou a polícia, que efetuou o resgate.

À polícia, a garota de 11 anos também não conseguiu explicar o que aconteceu. Ela alegou não se lembrar de nada desde o momento que saiu de casa até ser reencontrada pelo frentista.

A família suspeita que a jovem estava sendo ameaçada por um homem que conheceu na internet e que por isso teria aceitado a sair de casa na garupa da moto deste suspeito para proteger sua família. Depois do sumiço da menina, a mãe da menina encontrou uma carta escrita pelo homem e destinada a Emily, contendo as ameaças à menina e também à família.

Entre os recados com a garota, com quem se comunicava há meses, o homem dizia que mataria a família dela se a menina não fugisse com ele.

Perguntada pela Record TV se estava acompanhada deste homem que a ameaçava, Emily consentiu sem confirmar a informação. "Eu não lembro, eu acho que sim", disse a menina.