São Paulo Detran demite suspeito de receber propina para apagar multas em SP

Detran demite suspeito de receber propina para apagar multas em SP

Após auditoria, estimativa é que houve um prejuízo ao Detran de pelo menos R$ 7 milhões somente nos meses de setembro e outubro

  • São Paulo | Do R7, com Agência Record

Funcionário do Detran teria recebido propina

Funcionário do Detran teria recebido propina

Divulgação/Detran SP

Um funcionário do Detran-SP (Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo) foi demitido após ser acusado de receber propina para apagar multas registradas no sistema do órgão.

A fraude foi descoberta durante uma auditoria interna que constatou as suspeitas de irregularidades cometidas pelo diretor de Educação de Trânsito e Fiscalização do Detran - Gerência de Pátios e Leilões, Ary Moraes Avelino Lourenço.

Os auditores acreditam que ele tenha causado um prejuízo ao Detran de pelo menos R$ 7 milhões somente nos meses de setembro e outubro.

O funcionário apagava multas de cerca de 300 carros por mês e cobrava 20 por cento do valor das autuações. Ele estava no cargo havia dois anos.

A Delegacia de Investigações sobre Crimes de Lavagem ou Ocultação de Bens e Valores realizou nesta sexta-feira (4) a Operação Leilão Fantasma e cumpriu mandados de busca e apreensão no Detran e na casa do investigado.

Foram apreendidos documentos, aparelho celular, computador, pen drives HDs, documentos diversos - inclusive escrituras de gaveta da compra de dois imóveis, além de dinheiro vivo - sendo 31 mil reais, mil dólares e 04 mil euros. 

Por meio de nota, o Detran disse que obteve na Justiça dois mandados de busca e apreensão contra o funcionário, e em parceria com a 4ª Delegacia de Investigações sobre Crimes de Lavagem ou Ocultação de Bens e Valores, realizou a diligência policial na manhã desta sexta-feira para interromper a ação delituosa.

Últimas