São Paulo Distintivo da PF no escritório pode ter assustado ladrões, diz Ratinho

Distintivo da PF no escritório pode ter assustado ladrões, diz Ratinho

Estúdio do apresentador, que não estava no local, foi assaltado por uma quadrilha nesta sexta-feira (17). Ninguém se feriu

  • São Paulo | Eder Fritsch, da Record TV, e Gabriel Croquer, do R7

Após ter seu escritório assaltado, o apresentador do SBT Ratinho afirmou que um distintivo da PF (Polícia Federal) guardado no local pode ter assustado a quadrilha que realizou a ação por volta das 14h desta sexta-feira (17), no Alto da Lapa, zona oeste da cidade de São Paulo. 

"Acho que esse distintivo da Polícia Federal que eu tinha no meu escritório meio que assustou os meliantes. Saíram correndo. Viram lá: 'É polícia, sujou'. E foram embora", relatou o apresentador — que não estava na residência no momento do assalto — em vídeo enviado ao Cidade Alerta, da Record TV.

Ele também disse estar surpreso pelo fato de os assaltantes terem o controle do portão do escritório, onde mantém um estúdio para gravar programas de rádio para a Rede Massa. O roubo foi realizado logo após uma gravação e, segundo Ratinho, nenhum valor alto foi subtraído.

"Foram pegando quem tinha dinheiro no banco. Fizeram passar Pix. E os outros foram tomando os objetos, celular, relógio, dinheiro que tinham no bolso. Amarraram todo mundo dentro do quarto, deixaram lá e foram embora", contou.

Ninguém foi ferido e os bandidos escaparam. Segundo relato das vítimas, os assaltantes também ficaram supresos por saber que a casa pertencia a Ratinho. O caso será registrado no 91º DP (Ceagesp). 

Em nota, a assessoria do apresentador afirmou que o Grupo Massa aguarda o trabalho da polícia e oferece todo o suporte e assistência aos funcionários que estavam no local no momento do assalto.

Apresentador gravava programas de rádio no local

Apresentador gravava programas de rádio no local

Reprodução/ Record TV

Últimas