São Paulo Dois helicópteros são apreendidos em ação contra tráfico em SP

Dois helicópteros são apreendidos em ação contra tráfico em SP

Exame constatou presença de droga em um dos helicópteros. Operação investigava aeronaves há quatro meses, por tráfico internacional

  • São Paulo | Do R7

Agência Brasil

A Polícia Civil apreendeu dois helicópteros em duas cidades do estado de São Paulo, na tarde desta segunda-feira (27), durante ação para combate ao tráfico internacional de drogas. As aeronaves foram abordadas nos aeroportos de Piracicaba e também na cidade de Carapicuíba, na região metropolitana de São Paulo.

Leia mais: Polícia apreende 375 kg de maconha na Dutra em Pindamonhangaba (SP)

Depois de quatro meses de investigações para verificar a se os helicópteros tinham ligação com o tráfico internacional de entorpecentes, a operação foi deflagrada após a identificação das duas aeronaves pelo helicóptero da Polícia Civil. 

Uma delas foi abordada no aeroporto de Piracicaba, onde o piloto do helicóptero informou ter sido contratado para ir até o Mato Grosso do Sul para buscar uma caixa de dinheiro e levá-la até uma região próxima a Garça, no estado de São Paulo.

Com o suspeito, foram recolhidos R$ 5 mil - parte do valor pago pelo serviço. O helicóptero passou por perícia, resultando positivo para cocaína no banco traseiro. Dentro da aeronave foram localizados documentos e um telefone via satélite, que foram recolhidos pelos policiais.

O segundo helicóptero monitorado foi encontrado em um aeroporto de Carapicuíba, na Grande São Paulo, sem o piloto. Dentro da aeronave foi encontrada uma caixa do serviço dos Correios, que tinha como destinatário o piloto do outro helicóptero abordado pela operação de Piracicaba, além do nome de outro homem no remetente.

O objeto acompanhava o comprovante de recebimento e carregadores de telefone via satélite. Esta última aeronave permaneceu no hangar da Polícia Civil no Campo de Marte, na zona norte da Capital. A ocorrência foi registrada na Dise de Americana e dois homens identificados pela operação, de 22 e 34 anos, são investigados.

Últimas