Novo Coronavírus

São Paulo Doria cobra urgência da Anvisa para liberar uso da CoronaVac

Doria cobra urgência da Anvisa para liberar uso da CoronaVac

Ontem, a agência reguladora informou o governo paulista que faltam documentos para autorizar uso emergencial da vacina

  • São Paulo | Do R7

Resumindo a Notícia

  • Governador de São Paulo lembrou a Anvisa sobre mortes para cobrar agilidade com CoronaVac
  • Ontem, agência reguladora disse que faltam documentos para liberação da vacina chinesa
  • Doria afirmou que o país já tem milhões de doses da CoronaVac para aplicar na população
  • Nos próximos dias, a Anvisa deverá responder sobre os pedidos do Butantan e da Fiocruz
CoronaVac é feita pelo Instituto Butantan em parceria com chinesa Sinovac

CoronaVac é feita pelo Instituto Butantan em parceria com chinesa Sinovac

Amanda Perobelli/Reuters - 22.12.2020

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), cobrou, neste domingo (10), agilidade da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para a autorização de uso da Coronavac, vacina do Instituto Butantan feita em parceria com a empresa chinesa Sinovac. Por uma rede social, o tucano lembrou que o Brasil perde quase mil pessoas por dia devido à pandemia.

"É preciso senso de urgência da Anvisa p/ liberação da Vacina do Butantan. Ritos da ciência devem ser respeitados, mas devemos lembrar que o Brasil perde cerca de mil vidas/dia para a Covid-19. Com a liberação da Anvisa, milhões de vacinas que já estão prontas poderão salvar vidas", disse o governador paulista.

Ontem, a Anvisa informou, um dia depois de receber os dados do governo paulista, que ainda faltam informações para autorizar o uso emergencial da CoronaVac no Brasil. 

Em comunicado, a agência disse que "a submissão dos documentos técnicos previstos no Guia é condição necessária para viabilizar a avaliação, conclusão e a deliberação sobre a autorização de uso emergencial das vacinas”.

Em seguida, informou que “o Instituto foi informado sobre a necessidade dos documentos complementares, essenciais à análise e conclusão sobre a eficácia e segurança da vacina".

Últimas