Coronavírus

São Paulo Doria e Nunes selam paz após falta de vacinas contra covid-19 em SP

Doria e Nunes selam paz após falta de vacinas contra covid-19 em SP

Aplicação dos fármacos contra a doença na capital foi interrompida na terça (22) e retomada nesta quarta após reforço de novas doses

  • São Paulo | Do R7

Doria e Nunes selam paz após falta de vacinas contra covid em SP

Doria e Nunes selam paz após falta de vacinas contra covid em SP

DANIEL CARVALHO/ENQUADRAR/ESTADÃO CONTEÚDO - 23.06.21

Após a polêmica falta de vacinas na capital paulista e a paralisação da campanha contra a covid na última terça-feira (22), o governador João Doria (PSDB) e o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), selaram a paz durante a coletiva de imprensa de combate à pandemia do coronavírus desta quarta-feira (23).

"Estamos imbuídos de fazer nosso papel. Ontem ficamos até a meia-noite discutindo o calendário da vacina, da aplicação, eu, o governador e o vice-governador, Rodrigo Garcia", disse Nunes. Logo cedo, ele havia classificado o episódio da falta de vacinas como um 'desconforto' superado entre a prefeitura e o secretário estadual da Saúde, Jean Carlo Gorinchteyn.

Já Doria, um pouco antes do prefeito, aproveitou para afirmar que "as relações com a Prefeitura de São Paulo e as relações pessoais com o prefeito Ricardo Nunes, e as relações colaterais entre os secretários de Saúde do estado e do município, são as melhores, fluídas, integradas e harmoniozas".

Retomada da vacinação

A cidade de São Paulo retomou a vacinação contra covid-19 na manhã desta quarta-feira (23), imunizando pessoas de 49 anos. A aplicação dos fármacos contra a covid-19 na capital foi interrompida na terça-feira (22) por falta de doses.

"Recebemos hoje 181 mil doses da vacina, receberemos na quinta 120 mil doses e também outras 30 mil doses, o que soma 331 mil doses, suficiente para a vacinação de 49, 48 e 47 anos, com total de 314.073 pessoas", explicou o prefeito.

Últimas