Doria faz apelo a empresários do estado de São Paulo: 'Não demitam'

Em coletiva, governo reforça incentivo de R$ 1 bilhão que será fornecido a médias, pequenas e microempresas. Metade do valor já foi disponibilizada

Governador de São Paulo, João Doria

Governador de São Paulo, João Doria

Reprodução

O governador João Doria fez um apelo a empresários do estado de São Paulo para que evitem cortes de funcionários em meio à pandemia do novo coronavírus. "Não demitam", afirmou, durante entrevista coletiva concedida no início da tarde desta segunda-feira (30) no Palácio dos Bandeirantes, na zona sul de São Paulo.

"Aos empresarios de médio e grande porte: por favor, não demitam. Essa é uma crise com prazo determinado. Seus funcionários e colaboradores estão há anos ajudando vocês. Protejam os seus funcionarios. Protejam em casa as pessoas que mais estao precisando de vocês", declarou Doria. 

Aos pequenos e microempreendedores, a orientação do governo é que apostem em iniciativas digitais.  "Criem oportunidade na virtualidade do comercio, nas ações virtuais, nas iniciativas criativas para que seus negocios consigam sobreviver", disse o governador.

Doria afirmou que o governo de São Paulo vai disponibilizar mais de R$1 bilhão para o incentivo a médias, pequenas e microempresas. Do total, R$ 500 milhões já estão sendo oferecidos pela Desenvolve SP, o banco de fomento do estado, e pelo Banco do Povo.

O governador anunciou que empresas do estado doaram R$ 195 milhões para ações de combate ao coronavírus.

Verbas federais

Doria anunciou ainda que a bancada paulista de deputados federais e senadores decidiu destinar R$ 219 milhões referentes a emendas parlamentres para ações contra a covid-19 no estado. Todos os recursos serão liberados gradualmente até o dia 30 de abril. Serão destinados R$ 83 milhões para a compra de mil respiradores e 180 mil kits de EPI (equipamento de proteção individual) a profissionais de saúde pública,  R$ 115 milhõres a 78 entidades de saúde pública e privada do estado e R$ 21 milhões para ações na área de saúde da prefeitura da capital. 

Fornecimento de gás

O governo ampliou ainda mais a garantia no fornecimento de gás encanado no estado. Até o dia 31 de maio, não poderá haver corte no fornecimento de cerca de 90 mil consumidores residenciais, comerciais e unidades de saúde da região de Sorocaba atendidos pela Naturgy. O governo já havia fechado acordo com a Comgás e a GasBrasiliana. Com a nova medida, serão beneficiados 2,1 milhões de consumidores e 240 hospitais públicos e particulares do estado.