São Paulo Duas mulheres morrem e outra sobrevive em ataque a carro em SP

Duas mulheres morrem e outra sobrevive em ataque a carro em SP

Tucson preta foi abordada por criminosos armados com fuzis em Guaianases. Teria havido confusão com carro de empresário

  • São Paulo | Letícia Dauer, da Agência Record

Veículo ocupado por mulheres teria sido confundido com blindado usado por empresário

Veículo ocupado por mulheres teria sido confundido com blindado usado por empresário

Reprodução Record TV

Duas mulheres foram mortas a tiros e uma terceira sobreviveu após criminosos confundirem o carro das vítimas com o de um empresário, na região de Guaianases, zona leste da capital paulista, nesta segunda-feira (24).

De acordo com a Polícia Militar, o crime aconteceu na avenida Professor Osvaldo de Oliveira, altura do número 200, no bairro José Bonifácio, por volta das 6h40. As mulheres estavam a caminho do CEI (Centro Educacional Infantil) Jardim Lapena.

Três mulheres estavam no carro preto, modelo Hyundai Tucson, quando o veículo foi metralhado. Diretora e professora morreram no local e a cozinheira não ficou ferida.

Elas estavam a cerca de 10 quilômetros de distância da creche, localizada na rua Serra da Juruoca, número 150, no Jardim Lapena.

Aos policiais, a sobrevivente contou que três homens armados com fuzis atiraram contra o automóvel. Ela conseguiu se abaixar a tempo e escapar do ataque com vida.

Segundo informações iniciais da PM, o trio confundiu o carro das mulheres com o de um empresário da região. O comerciante de uma rede de postos estaria com alto valor em dinheiro no veículo, que é blindado. O objetivo dos criminosos era assaltá-lo.

No entanto, o carro usado pelas vítimas não era blindado e foi perfurado em todas as direções.

A polícia investiga a participação de três carros na ação: um Volvo, um Fiesta e um Ford Ka, todos pretos.

O caso será registrado no 63° Distrito Policial da Vila Jacuí. O local do crime foi isolado para perícia.

Últimas