São Paulo Dupla suspeita de matar policial de folga em São Paulo é procurada

Dupla suspeita de matar policial de folga em São Paulo é procurada

Eduardo Shang, de 33 anos, estava na casa do sogro, no Butantã, quando foi assassinado. Ele havia se formado policial civil há cerca de um mês

  • São Paulo | Do R7, com informações da Record TV

Depois do assassinato do policial civil Eduardo Shang, de 33 anos, a polícia ainda busca dois homens identificados por imagens de segurança que teriam participado do assalto na zona oeste de São Paulo na última semana. A Polícia Civil conseguiu prender um dos suspeitos, de 19 anos, que teria atirado no policial. As informações são da Record TV.

Leia mais: Suspeito de matar policial civil vítima de latrocínio é preso em SP

Horas depois do crime, os investigadores já tinham identificado os três envolvidos. A polícia fez buscas na região do Butantã e cercou a comunidade São Remo, onde encontrou o suspeito de 19 anos em uma casa. Ele estava com a namorada, uma menor de idade, que também foi levada para a delegacia, mas apenas para prestar esclarecimentos.

Imagens de câmeras de segurança mostram o policial sendo abordado por três criminosos na porta de casa. O trio chegou a entrar na casa do sogro da vítima e pagou um telefone celular. Na saída, Eduardo reagiu e acabou atingido por um tiro no peito.

Policial reagiu a assalto e foi baleado no peito. Os três suspeitos fugiram em seguida

Policial reagiu a assalto e foi baleado no peito. Os três suspeitos fugiram em seguida

Reprodução/Record TV

 Outro vídeo mostra o policial lutando com um dos assaltantes, antes de ser derrubado no chão. Ele se levanta e tenta tirar a arma do criminoso, mas leva um tiro. O trio então foge levando um celular e deixa policial caído.

Eduardo Shang, de 33 anos, chegou a ser socorrido, mas morreu no hospital. Ele tinha se formado na academia de polícia há um mês.

Últimas