São Paulo Eleições do Conselho de Políticas para Mulheres ocorrem no domingo

Eleições do Conselho de Políticas para Mulheres ocorrem no domingo

Serão eleitas 15 representantes de entidades, organizações e movimentos sociais, além de 10 nomes das regiões da cidade de São Paulo

Eleições para Conselho de Políticas para Mulheres ocorre neste domingo em SP

Eleições do Conselho de Políticas para Mulheres ocorre neste domingo

Eleições do Conselho de Políticas para Mulheres ocorre neste domingo

Píxabay

A Prefeitura de São Paulo realiza, neste domingo (27), as eleições para seleção das candidatas que irão integrar o Conselho Municipal de Políticas para Mulheres no próximo biênio.

Serão eleitas 15 representantes de entidades, organizações e movimentos sociais, além de 10 representantes das regiões da cidade, que deverão cumprir com as atribuições do cargo.

Leia mais: Maria da Penha: 'a mulher morre quando não há política pública'

Estão aptas para votar mulheres paulistanas maiores de 16 anos, que estejam em situação regular com a Justiça Eleitoral. As imigrantes que desejarem participar devem apresentar o Registro Nacional de Estrangeiro e as trans uma autodeclaração de gênero.

A relação dos pontos de votação, que se estende em todas as regiões da capital paulista, consta neste link.

Conselho

O Conselho Municipal de Políticas para Mulheres é um órgão colegiado de caráter consultivo e deliberativo, vinculado à Coordenação de Políticas para Mulheres da Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania da cidade de São Paulo.

Veja também: Senado aprova mudanças para endurecer Lei Maria da Penha

Quais são as funções?

- Formular, propor e avaliar diretrizes de ações governamentais voltadas à elaboração e execução de políticas de promoção da igualdade entre mulheres e homens, da igualdade de gênero e dos direitos das mulheres;

- Atuar no controle social dessas políticas;

- Estimular a participação das mulheres nos organismos públicos e demais espaços;

- Fiscalizar, estimular e acompanhar a intersetorialidade e a transversalidade das políticas municipais, de forma a contemplarem e respeitarem a perspectiva de gênero em sua concepção e execução.