Em meio a caos, Covas isenta Prefeitura de estragos da chuva

Prefeito gravou um vídeo ressaltando as ações de prevenção e combate da Prefeitura, e disse que desastre seria maior não fosse por ações preventivas

Em meio a caos, Covas isenta Prefeitura de estragos da chuva

Covas afirmou que dará atenção especial para deslizamentos e desabamentos

Covas afirmou que dará atenção especial para deslizamentos e desabamentos

ROBERTO CASIMIRO/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Durante a chuva e os estragos causados na cidade de São Paulo nesta segunda-feira (10), o prefeito Bruno Covas gravou um vídeo ressaltando as ações de prevenção e combate da Prefeitura, e isentou o poder municipal da crise na cidade.

Ao dizer que, em três horas, “choveu metade do esperado para o mês”, Covas afirmou que o desastre seria maior se não fosse o trabalho preventivo da Prefeitura.

O prefeito disse também que a cidade terá, agora, atenção especial para deslizamentos e desabamentos causados pela chuva.

Desde o início da madrugada de segunda, a cidade tem sofridos com os danos causados pela chuva. O Corpo de Bombeiros informou que, da meia-noite até as 13h30, foi acionado para 140 ocorrências de desabamentos, 796 de enchente e 120 de quedas de árvores. A corporação recebeu mais de 4.500 ligações entre 0h e 9h e 400 pedidos de socorro.

No comércio de São Paulo, Osasco, Guarulhos e as cidades do ABCD, a previsão de prejuízo é de R$ 110 milhões, segundo a Fecomércio-SP (Federação do Comércio do Estado de São Paulo).

Chuva alaga vários pontos em São Paulo e paralisa a cidade