Novo Coronavírus

São Paulo Em meio à crise de covid-19, IML de Diadema deixará de funcionar

Em meio à crise de covid-19, IML de Diadema deixará de funcionar

Prefeitura de Diadema diz ter recebido a notícia da saída do posto do IML para São Bernardo do Campo com indignação

  • São Paulo | Letícia Assis e Rafael Custódio, da Agência Record

IML de Diadema deixará de funcionar e serviços serão transferidos para São Bernardo

IML de Diadema deixará de funcionar e serviços serão transferidos para São Bernardo

Reprodução Google Street View

Em meio ao pior momento da segunda onda da covid-19, o Instituto Médico Legal de Diadema deixará de funcionar. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, os serviços serão transferidos para o IML de São Bernardo do Campo. Por meio de nota, a pasta disse que a mudança ocorrerá para otimizar os procedimentos e que "não haverá prejuizos à população."

"A Superintendência da Polícia Técnico-Científica (SPTC) esclarece que os serviços do Instituto Médico Legal (IML) de Diadema estão sendo transferidos para o IML de São Bernardo do Campo, sem qualquer prejuízo à população. As mudanças visam otimizar recursos e agilizar os procedimentos. A unidade de Diadema realiza diariamente, em média, quatro exames de lesão corporal e uma necropsia."

Já a Prefeitura de Diadema afirmou ter recebido a notícia da saída do Posto do IML de Diadema para São Bernardo do Campo na segunda-feira (5), com surpresa e indignação. "Reforçamos que não fomos comunicados oficialmente dessa decisão unilateral do Governo Estadual, que também não informou nem passou nenhum tipo de orientação sobre como o serviço será prestado em Diadema a partir de agora", afirmou por meio de nota.

A Secretaria de Defesa Social, representada pelo secretário Benedito Mariano, entrou em contato com o Superintendente da polícia técnico-científica manifestando perplexidade pela atitude de tirar o IML. "Essa medida tomada de maneira repentina e irresponsável vai prejudicar a população de Diadema no meio de uma pandemia que se agrava não apenas aqui, mas em todo o Brasil."

Com o objetivo de manter o IML na cidade, a Prefeitura enviou uma carta de intenção no início do ano se comprometendo a atender às exigências apresentadas pela Secretaria Estadual de Segurança Pública, como elaboração de Projeto de Lei do Convênio, PL que já está em tramitação na Câmara Municipal, um plano de reformas e melhorias no local, dentre outras.

A Prefeitura de Diadema afirmou ainda esperar que o Governo do Estado recue na decisão e retome o IML em Diadema. 

Últimas