Em pandemia, cresce o hábito de fazer exercícios em casa em SP

Com academias fechadas por quase quatro meses, venda de equipamentos explodiu e locação tornou-se comum entre os atletas amadores

Com academias fechadas por quatro meses, venda de equipamentos explodiu

Com academias fechadas por quatro meses, venda de equipamentos explodiu

Pixabay/Reprodução

A liberação de academias e parques da cidade de São Paulo para a prática de esportes, ainda com horários reduzidos e limitação de capacidade, pode não ganhar muitos adeptos neste momento. Com as academias fechadas há quase quatro meses, as pessoas investiram para manter a rotina de exercícios dentro de casa. 

Leia mais: SP decide ainda nesta semana se vai reabrir cinemas e teatros, diz Covas

A venda de equipamentos para a prática de esportes explodiu e a locação, antes restrita à academias, tornou-se comum entre os atletas amadores que, agora, estão renovando os contratos de aluguel.

Veja também: Com shoppings vazios, comerciantes abrem lojas e ganham R$ 50 por dia

"O pessoal descobriu que dá para treinar em casa, ainda bem", afirma Fernando Benatti, sócio da Aluga Fitness, uma das grandes locadoras de equipamentos de ginástica, e da Ergolife Fitness, fabricante.