São Paulo Em SP, Alckmin propõe que Arthur do Val desista de candidatura

Em SP, Alckmin propõe que Arthur do Val desista de candidatura

Ex-governador, que faz investida para voltar ao Palácio dos Bandeirantes, se reuniu com integrantes do MBL e do PSL 

Na imagem, ex-governador Geraldo Alckmin

Na imagem, ex-governador Geraldo Alckmin

Nacho Doce/Reuters - 30.09.2018

De saída do PSDB, legenda à qual é filiado desde 1998, e em namoro com outros partidos, o ex-governador Geraldo Alckmin tem feito investidas para voltar ao Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, no próximo ano.

Na última terça-feira (26), Alckmin se reuniu com integrantes do MBL e do PSL na capital paulista. Estiveram presentes no encontro o deputado federal Junior Bozzella (PSL), deputado estadual Arthur do Val (Patriota), o coordenador do movimento, Renan Santos, e o vereador Rubens Nunes (PSL).

De acordo com relatos, o ex-governador sugeriu que Arthur do Val desista de sua candidatura ao governo de São Paulo nas eleições de 2022 para apoiá-lo. Em troca, Alckmin ofereceu nomeação para secretaria ou apoio para candidatura a deputado federal e a prefeitura em 2024. “Vou pensar”, foi a resposta de Do Val a Alckmin. 

No encontro, Alckmin, que está de saída do PSDB, não mencionou a nova filiação. O ex-governador conversa com integrantes do PSL e do PSD – há chances do namoro engatar com o partido União Brasil, resultado da fusão entre PSL e DEM.

Alckmin ficou isolado dentro do PSDB após o governador João Doria, seu “afilhado” político, ter filiado seu vice, Rodrigo Garcia, ao partido para disputar o Palácio dos Bandeirantes no ano que vem, enquanto ele planeja disputar a Presidência.

Doria enfrenta obstáculos nas prévias do partido, disputadas com Eduardo Leite e Arthur Virgílio, governador do Rio Grande do Sul e prefeito de Manaus, respectivamente. A votação que definirá o pré-candidato do PSDB ao Palácio do Planalto está prevista para 21 de novembro.

Últimas