Coronavírus

São Paulo Empresário da Máfia do Apito é detido em casa de jogos nos Jardins

Empresário da Máfia do Apito é detido em casa de jogos nos Jardins

Nagib Fayad disse que não foi indiciado, apenas deu sua versão e foi liberado. Pelo menos 20 pessoas foram detidas

  • São Paulo | Marcos Rosendo, da Agência Record

Nagib Fayad em depoimento na CPMI dos Bingos, no Senado, em Brasília (DF) em 2005

Nagib Fayad em depoimento na CPMI dos Bingos, no Senado, em Brasília (DF) em 2005

Sergio Lima/Folhapress/19/10/2005

O empresário Nagib Fayad, que esteve envolvido na Máfia do Apito, esquema de manipulação de resultados no futebol brasileiro, em 2005, estava na casa de jogos clandestina, que foi descoberta e fechada pela polícia na noite desta segunda-feira (16), no Jardins, na zona oeste de São Paulo. 

Nagib afirmou que estava no local apenas para jantar na companhia de amigos e negou que estivesse no local participando de jogos. Ele explicou que frequenta o endereço com regularidade, pois ali é um ponto de encontro da turma de amigos.

O empresário disse que não foi indiciado pelo delegado, apenas apresentou a versão do que estava fazendo no local e foi liberado. A operção policial ocorreu no momento em que São Paulo bate recorde de mortes diárias, em virtude da covid-19 e na fase emergencial, a mais restritiva desde o início da pandemia do coronavírus.

Casarão fechado

Pelo menos 20 pessoas foram detidas, em uma casa de pôquer clandestina, na noite desta segunda-feira (15), no Jardins, área nobre da Zona Oeste de São Paulo. Doze apostadores e oito funcionários foram detidos, em sua maioria homens idosos.

Um denunciante anônimo procurou a Polícia Civil, por volta das 18h, para relatar que um local de apostas ilegais funcionava no casarão da Automóvel Clube Paulista, na esquina das avenidas Brasil e Nove de Julho.

Os policiais foram até o endereço e se passaram por apostadores, os agentes foram levados até um andar superior, nos fundos do imóvel. Ao constatarem que o casarão servia de fachada para apostadores ilegais, os policiais civis do 78º Distrito Policial do Jardins acionaram o restante da equipe.

De acordo com a Polícia Civil, os apostadores têm alto padrão social, pelo nível dos carros estacionados no imóvel. Os detidos foram levados até o 78º DP (Jardins), onde podem assinar um termo circunstanciado.

A Polícia Civil descobriu o local de apostas clandestinas, no momento em que São Paulo bate recorde de mortes diárias pela covid-19 e enfrenta a fase emergencial, a mais restritiva desde o início da pandemia do coronavírus.

Últimas