Coronavírus

São Paulo Escolas municipais de SP entram em recesso na próxima quarta (17)

Escolas municipais de SP entram em recesso na próxima quarta (17)

Pausa valerá até o próximo dia 1º de abril. Instituições particulares da capital paulista poderão optar se fecharão ou não

  • São Paulo | Daniela Salerno, da Record TV

Escolas estarão fechadas até 1º de abril

Escolas estarão fechadas até 1º de abril

Zanone Fraissat/Folhapress

As escolas municipais de São Paulo (SP) entrarão em recesso diante do novo avanço da pandemia de covid-19 na capital paulista. O período valerá como uma antecipação do recesso de julho. 

O prefeito Bruno Covas (PSDB) confirmou a medida em coletiva de imprensa na tarde desta sexta-feira (12). "A medida se faz necessária para que a gente possa conter o avanço do coronavírus na cidade", disse Covas.

A pausa nas atividades presenciais irá durar até 1º de abril, junto ao feriado da Páscoa, com retorno às atividades no próximo dia 5.

A gestão municipal aconselha aos pais que, se puderem, evitem levar os filhos às escolas já na segunda-feira (15) e na terça (16).

Mesmo no período do recesso, o cartão merenda continuará valendo. Os setores administrativos das escolas seguem funcionando de maneira escalonada, bem como o programa Mães Guardiãs.

Já as escolas particulares da cidade poderão optar se fecharão ou não. Se não fecharem, os colégios privados terão aula online. As atividades presenciais, no entanto, estão proibidas neste período.

Também devido ao aumento de casos, mortes e internações pelo novo coronavírus, o governador João Doria (PSDB) anunciou nesta quinta-feira uma nova fase de restrições no estado, que incluem o fechamento das escolas estaduais para aulas, permanecendo abertas somente para merenda e entrega de materiais.

Últimas