São Paulo Estado de SP registra maior temperatura da história em Lins

Estado de SP registra maior temperatura da história em Lins

Município foi responsável por marca de 43,5°C nesta quarta (7), superando recorde registrado em Iguape, no ano de 1933

  • São Paulo | Do R7, com Tempo Agora

Homem comprando ventilador na cidade de Limeira, interior de São Paulo

Homem comprando ventilador na cidade de Limeira, interior de São Paulo

ROBERTO GARDINALLI/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO - 07/10/2020

A cidade de Lins, no interior de São Paulo, registrou a maior temperatura da história do estado nesta quarta-feira (7), quando os termômetros atingiram os 43,5°C, por volta das 15h. A temperatura superou os 43°C registrados no município de Iguape, em 1933, recorde anterior que se manteve por mais de 80 anos. 

Leia mais: Defesa Civil alerta que sensação térmica pode chegar a 45°C em SP

Até o próximo domingo (11), os próximos dias devem trazer ainda mais calor. Além de Lins, oito municípios do interior devem registrar calor ainda mais intenso, com temperaturas passando dos 40°C: Ribeirão Preto, Bauru, São José do Rio Preto, Araçatuba, Presidente Prudente, Marília, Araraquara e Barretos.

As regiões mais afetadas serão Bauru, Araraquara, Marília, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, Presidente Prudente, Araçatuba e Barretos, que tendem a ultrapassar os 45°C de sensação térmica.

Algumas destas cidades também entraram para o ranking histórico de calor no estado nos últimos dias, segundo a Metsul Meteorologia. 

Cinco maiores temperaturas no estado de SP

1-  43,5°C de Lins em 07/10/2020

2 - 43,0°C de Iguape em 03/02/1933

3 - 42,8°C de Registro em 02/10/2020

4 - 42,4°C de Dracena em 06/10/2020

5 - 42,2°C de Catanduva em 05/10/2020

Possibilidade de chuva

Durante os próximos dias, além das altas temperaturas, a passagem de uma frente fria afastada aumentam a umidade no estado, a combinação das temperaturas extremamente elevadas com a umidade disponível favorece o aumento de instabilidades e consequentemente, temporais no final do dia; por isso há risco para chuva forte com ventania, trovoadas e possível granizo na Grande São Paulo, Vale do Paraíba, , Vale do Ribeira, Baixada Santista e Litoral Norte.

A chuva não será generalizada e sim em forma de pancadas passageiras e irregulares, que podem ser pontualmente forte. Áreas centrais, sul, norte e oeste paulista seguem com tempo aberto, muito quente, alto IUV e baixos índices de umidade relativa do ar.

Paulistanos se protegem como podem de calor recorde; veja fotos

Últimas