São Paulo Falha em pouso interdita pista no aeroporto Campo de Marte (SP)

Falha em pouso interdita pista no aeroporto Campo de Marte (SP)

Não houve feridos em razão do incidente, ocorrido na manhã desta quarta-feira (26), que será investigado por autoridades da Aeronáutica

  • São Paulo | Do R7, com informações da Agência Record

Aeroporto Campo de Marte (SP) permaneceu fechado na manhã desta quarta-feira (26)

Aeroporto Campo de Marte (SP) permaneceu fechado na manhã desta quarta-feira (26)

Reprodução/Site Campo de Marte

Uma falha no pouso de uma aeronave (prefixo PR-EVA) provocou a interdição de uma pista do aeroporto Campo de Marte, na zona norte de São Paulo, por volta das 10h desta quarta-feira (26). Não houve feridos em razão do incidente, que não alterou as operações de helicópteros.

Leia também: Após acidente aéreo, Doria quer fim dos voos no Campo de Marte, em SP

De acordo com a Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária), a pista foi bloqueada até a remoção do avião e o terminal permaneceu fechado temporiamente para pousos e decolagens. As operações foram retomadas às 13h53.

Ainda não há informações sobre os motivos que teriam provocado o problema durante o pouso da aeronave ou sobre o número de ocupantes. O fato será apurado pelas autoridades da Aeronáutica.

Em nota, a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) informou que investigadores do Seripa 4 (Quarto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), órgão regional do Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), foram acionados para realizar a ação inicial da ocorrência.

Segundo o órgão, a ação marca o começo do processo de investigação e possui o objetivo de coletar dados: fotografar cenas, retirar partes da aeronave para análise, reunir documentos e ouvir relatos de pessoas que possam ter observado a seqüência de eventos.

Ainda de acordo com o comunicado divulgado pela Anac, o objetivo da investigação é prevenir que novos acidentes com características semelhantes ocorram. "A necessidade de descobrir todos os fatores contribuintes garante a liberdade de tempo para a investigação. A conclusão de qualquer investigação conduzida pelo CENIPA terá o menor prazo possível, dependendo sempre da complexidade do acidente", concluiu a nota oficial.

Últimas