São Paulo Família de contador morto durante assalto em SP acredita em execução

Família de contador morto durante assalto em SP acredita em execução

Vítima teve relógio e carteira roubados, mas não o celular, o que gerou a suspeita. Segundo a família do homem, ele não tinha inimizades

  • São Paulo | Do R7

Crime aconteceu na manhã da quarta-feira (29)

Crime aconteceu na manhã da quarta-feira (29)

Reprodução/Record TV

A família de José Horley de Sousa, morto a tiros durante um assaltado em frente ao trabalho, no bairro do Moinho Velho, na zona sul de São Paulo, acredita que o homem tenha sido vítima de execução. O crime aconteceu na manhã da quarta-feira (29).

A vítima teve relógio e carteira roubados, mas não o celular, o que gerou a suspeita de execução por parte da família. Ainda segundo a família de José, ele não tinha inimizades e estava com casamento marcado para o ano que vem.

Leia também: Homem tenta comprar bebida fiado, é impedido e destrói padaria em SP

"Nós necessitamos de esclarecimentos. Acabamos de enterrar meu irmão e agora a gente quer saber por que", disse o irmão da vítima.

De acordo com a polícia, José chegava à empresa em que prestava serviços quando foi abordado pelo suspeito em uma moto. Câmeras do local registraram toda a ação.

Ainda de acordo com a polícia, após investigações preliminares, foi constatado que a moto não era roubada. A 95º DP (Cohab Heliópolis) segue com as investigações.

Últimas