São Paulo Família morta em queda de avião em Piracicaba (SP) é velada hoje

Família morta em queda de avião em Piracicaba (SP) é velada hoje

Cerimônia dos 5 integrantes da família Silveira Mello acontece no Espaço Beira Rio, no centro. No acidente 7 pessoas morreram

  • São Paulo | Edilson Muniz, da Agência Record

O velório da família Silveira Mello, morta na queda de um avião nesta terça-feira (14), acontece no Espaço Beira Rio, no centro de Piracicaba, no interior paulista, na manhã desta quarta-feira (15). Das 9h às 10h30, a cerimônia será fechada para a família, mas das 10h30 às 15h, o local fica aberto ao público.

Os sepultamentos de Celso Silveira Mello Filho, de 73 anos, Maria Luiza Meneghel Silveira Mello, de 71 anos, e os filhos Camila, de 48 anos, Fernando e Celso, de 46 anos, serão às 15h30 no Cemitério da Saudade, no bairro Vila Monteiro.

Os corpos do piloto e copiloto foram levados para o IML (Instituto Médico Legal) de Piracicaba e não há informações sobre velório e enterro.

Na queda da aeronave, sete pessoas morreram na hora, entre elas os cinco integrantes da mesma família que viajavam juntos pela primeira vez.

A caixa preta do avião já foi localizada e poderá ajudar as autoridades a entender o que provocou a queda da aeronave.

Vítimas

Acionista da Cosan, Celso Mello Filho tinha 73 anos, era economista e empresário, se dedicava às atividades de agropecuária e culturas de milho e soja, e também foi coordenador-geral na implantação de projetos nas Usinas Costa Pinto e Santa Bárbara entre as décadas de 1970 e 80.

Celso Silveira Mello Filho e a mulher Maria Luiza morreram no acidente

Celso Silveira Mello Filho e a mulher Maria Luiza morreram no acidente

ustavo Annunciato/Divulgação/Câmara Municipal de Piracicaba

Ele ainda foi presidente do XV de Piracicaba, time de futebol tradicional da região, em duas oportunidades, e atualmente estava no Conselho Deliberativo do clube, que lamentou o acidente.

O piloto, Celso Elias Carloni, de 39 anos, trabalhava com aviação há quase duas décadas, segundo o perfil na rede social LinkedIn. Giovanni Gullo, de 24 anos, era o copiloto da aeronave e também faleceu no acidente.

O caso

Sete pessoas morreram após a queda de uma aeronave às 8h30 desta terça, na rua Cezira Giovanni Moretti, no bairro Santa Rosa, em Piracicaba.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a aeronave King Air 360, de prefixo PS-CSM, decolou do aeroclube de Piracicaba e, após cerca de 15 segundos, caiu em uma plantação de eucaliptos, ao lado do Parque Tecnológico.

O impacto da queda do bimotor provocou um incêndio que se alastrou pela vegetação. Um circuito de segurança, que a Record TV obteve, registrou o momento. Seis viaturas dos bombeiros foram acionadas por volta de 8h40 e atenderam a ocorrência.

Policiais do 4º DP da cidade foram informados sobre a queda de um avião na região. Em um morro foram localizados os destroços da aeronave ainda com focos de incêndio. 

De acordo com a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), o CVA (Certificado de Verificação de Aeronavegabilidade) estava na data de validade, por isso a situação de aeronavegabilidade era normal. Por enquanto, o motivo do acidente é desconhecido.

Bombeiro apaga chamas provocadas pelo acidente aéreo em Piracicaba (SP)

Bombeiro apaga chamas provocadas pelo acidente aéreo em Piracicaba (SP)

Cláudio Coradini/AFP - 14.09.2021

Últimas