Novo Coronavírus

São Paulo Feira da madrugada em SP tem aglomeração para compras de Natal

Feira da madrugada em SP tem aglomeração para compras de Natal

Segundo prefeitura, 4.395 estabelecimentos foram orientados, 8.445 munícipes foram abordados para a correta utilização das máscaras

  • São Paulo | Edilson Muniz e Mariana Rosetti, da Agência Record

Feirinha da madrugada tem aglomeração na região do Brás

Feirinha da madrugada tem aglomeração na região do Brás

Reprodução / Record TV

Diversos ambulantes desembarcam na região do Brás, no centro da capital paulista, na madrugada desta terça-feira (15), para realizar compras para o fim do ano de 2020.

Imagens flagradas pela equipe da Record TV, que esteve no local, mostram uma grande quantidade de pessoas desembarcando de ônibus de viagens com carrinhos e sacolas.

Leia mais: Justiça suspende proibição de venda de bebida alcóolica após 20h em SP

O objetivo é de comprar produtos em um dos principais centros comerciais populares da maior cidade da América Latina. A aglomeração é grande no local, dificultando muito o distanciamento social, orientado pelos órgãos de saúde para tentar conter o avanço da covid-19.

Em outras imagens, vários ônibus de viagem foram flagrados em fila na avenida do Estado, aguardando para entrar na região do Brás, onde os passageiros desembarcam para as compras.

Veja ainda: SP quer registrar vacina na Anvisa e em agência internacional no dia 23

Po meio de nota, a prefeitura de São Paulo afirmou que mantém as equipes de fiscalização para conscientizar as pessoas de que a cidade permanece em quarentena, sendo necessário o distanciamento social e uso de máscaras para evitar a propagação do coronavírus.

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) informou que, desde o dia 1º de julho, via ações da Vigilância Sanitária, da Coordenadoria de Vigilância em Saúde, tem abordado munícipes para reforçar a importância e a necessidade do uso correto de máscaras de proteção facial, para evitar a propagação de gotículas nasais ou salivares no ambiente.

Leia também: Instituto Butantan adia entrega de resultados da CoronaVac à Anvisa

Segundo a administração municipal, as ações são realizadas pelas 27 Unidades de Vigilância em Saúde (UVIS) espalhadas na cidade. Os profissionais são responsáveis pelas abordagens e orientações aos munícipes, para a correta utilização das máscaras nos grandes centros comerciais, nas diferentes regiões de São Paulo e locais com o maior fluxo de pessoas.

Até o momento, 4.395 estabelecimentos foram orientados, mais de 8.445 munícipes foram abordados e orientados para a correta utilização das máscaras, mais de 2 mil materiais gráficos educativos foram distribuídos e 1.487 máscaras foram entregues nas ações nos grandes centros comerciais, nas diferentes regiões de São Paulo e locais com o maior fluxo de pessoas. 

Últimas