São Paulo Festa em bar com 300 pessoas é fechada pela polícia na zona leste

Festa em bar com 300 pessoas é fechada pela polícia na zona leste

Após aglomeração, casa noturna foi lacrada e dono, multado em mais de R$ 280 mil. Organizadores foram levados pela polícia

  • São Paulo | Isabelle Gandolphi, da Agência Record

Polícia fecha bar com 300 pessoas na zona leste de São Paulo

Polícia fecha bar com 300 pessoas na zona leste de São Paulo

Divulgação

Cerca de 300 pessoas foram flagradas em um bar no bairro Cidade Patriarca, zona leste de São Paulo, na madrugada deste segunda-feira (28). Duas mulheres acabaram detidas por desobediência.

A festa ocorreu no Palazzo Lounge Bar, localizado na avenida Antônio Estevão de Carvalho, número 1608. Segundo a polícia, foi necessário estourar o portão da casa noturna para que os participantes pudessem sair.

A operação faz parte das ações do comitê "blitz", elaborado pelo governo do Estado de São Paulo que conta com o apoio do Grupo Armado de Repressão a Roubos (GARRA) do Departamento de Operações Especiais de Polícia (DOPE), além de profissionais da Vigilância Sanitária, Procon e Polícia Militar.

Segundo a Record TV, quando as equipes chegaram, a festa havia acabado de começar. Aproximadamente 300 pessoas se aglomeravam no local, sendo a maioria sem máscara.

Houve tumulto no momento da saída dos frequentadores. Duas mulheres alegaram terem sido empurradas pelos policiais. Quando questionadas, se recusaram a colaborar com os agentes e acabaram detidas por desobediência.

Segundo o delegado Cesar Saad, as meninas teriam se negado a entregar os documentos e estavam ligando para a corregedoria para denunciarem os agentes. A casa noturna foi lacrada e o dono multado em mais de R$ 280 mil.

As jovens e os organizadores do evento foram encaminhados ao Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC), onde eles assinaram um termo circunstanciado.

Últimas