Novo Coronavírus

São Paulo Fiscalização lacra bares em SP por desrespeito a horário da quarentena

Fiscalização lacra bares em SP por desrespeito a horário da quarentena

Prefeitura interditou 11 bares e adegas na zona leste da cidade depois de uma operação de fiscalização realizada nesta sexta-feira (10)

Agência Estado
Prefeitura fechou bares que não cumpriram regras da quarentena

Prefeitura fechou bares que não cumpriram regras da quarentena

Amanda Perobelli/Reuters - 06.07.2020

A Prefeitura de São Paulo interditou 11 bares e adegas na zona leste da cidade depois de uma operação de fiscalização realizada nesta sexta-feira (10). Os estabelecimentos desrespeitaram, segundo a Prefeitura, o decreto de fechamento de bares, que determina as 17h como horário limite para funcionamento.

Leia também: Sorocaba e Piracicaba recusam fase mais flexível do plano São Paulo

Realizada pela Subprefeitura Aricanduva, a ação contou com apoio da GCM (Guarda Civil Municipal), Polícia Militar e CET (Companhia de Engenharia de Tráfego).

A operação ainda aplicou multas no valor de R$ 9.380 para cada um dos estabelecimentos. A Subprefeitura de São Miguel Paulista também realizou a interdição de um estabelecimento.

Desde o início das restrições por conta da pandemia do novo coronavírus, cerca de 2.000 agentes trabalham na fiscalização e 647 estabelecimentos foram interditados por descumprirem as regras vigentes, de acordo com informações da Prefeitura. Destes 237 são bares, restaurantes, lanchonetes e cafeterias.

Leia também: Ilhabela vai reabrir pousadas e hotéis depois de quatro meses

Pelas novas regras, os estabelecimentos podem funcionar entre 11h e 17h e é proibido colocar mesas na calçada. A ocupação máxima nos estabelecimentos pode ser de 40%, e os clientes só poderão consumir os alimentos dentro dos estabelecimentos se todos estiverem sentados, seguindo corretamente as recomendações de higiene.

Últimas