Coronavírus

São Paulo Fórmula 1: GP do Brasil terá 100% do público e apenas vacinados

Fórmula 1: GP do Brasil terá 100% do público e apenas vacinados

Frequentadores deverão usar máscaras, e haverá medição de temperatura no local. Evento vai gerar 8 mil empregos, diz Doria

  • São Paulo | Do R7

Evento ocorre no dia 7 de novembro

Evento ocorre no dia 7 de novembro

Sebastião Moreira/EFE/09-11-18

O Grande Prêmio do Brasil da Fórmula 1, realizado no próximo dia 7 de novembro, em São Paulo, terá 100% de público, anunciou o governador João Doria (PSDB) nesta segunda-feira (16). Só poderão entrar no evento aqueles e aquelas que estiverem vacinados contra a covid-19.

O governo estadual prevê que o evento vai gerar 8 mil empregos, além de ter um impacto econômico de R$ 670 milhões à capital paulista.

Os frequentadores deverão utilizar máscaras, e haverá a medição de temperatura de todas as pessoas, inclusive os profissionais que trabalharão no GP de São Paulo.

A gestão estadual destacou que a realização do evento com 100% do público só foi possível com o avanço da imunização contra o novo coronavírus. O estado de São Paulo já vacinou com ao menos uma dose 69,6% de sua população. Já a capital paulista chegou aos 98,5% neste domingo (15).

“Segundo levantamento da Fundação Getúlio Vargas, a realização do Grande Prêmio em Interlagos deve gerar 8 mil empregos e terá um impacto econômico de R$ 670 milhões para a cidade de São Paulo. Aos torcedores e apaixonados pela Fórmula 1, será obrigatório o uso de máscara, a temperatura será medida de todas as pessoas, o uso de álcool em gel será facultado todos os setores do autódromo e outras medidas poderão ser adotadas para o sucesso deste evento”, disse Doria.

“Todos os ambientes de acesso serão controlados e, mais do que isso, teremos a vacinação. O ritmo está célere e teremos grande parte do público vacinado com a segunda dose. Fora que os espaços terão álcool em gel, a obrigação do uso da máscara, aferição de temperatura e outras estratégias estão sendo adotadas, como exigência de vacina e testagem 48 horas antes do acesso”, afirmou Jean Gorinchteyn, o secretário de Saúde do estado.

Rebatizado, GP terá nova prova

Agora rebatizado para Grande Prêmio de São Paulo, o evento contará uma atração extra. A “sprint race”, prova mais curta que estreou este ano na Fórmula 1 e muda o sistema tradicional para a formação do grid na largada, também será parte do evento brasileiro, com 24 voltas na pista de Interlagos.

A prova não apenas estabelece as largadas da corrida de domingo, mas recompensa os corredores nas três primeiras posições com um, dois e três pontos, do terceiro ao primeiro colocado.

Além de São Paulo, a “sprint” está incluída em apenas mais duas das 23 etapas da F1 – Monza, na Itália, e Silverstone, no Reino Unido.

Últimas