Minha aposentadoria
São Paulo Funcionários do INSS fazem greve e agências ficam fechadas nesta terça-feira

Funcionários do INSS fazem greve e agências ficam fechadas nesta terça-feira

INSS recomentou que afetados façam novo agendamento com gerentes do local

Funcionários do INSS fazem greve e agências ficam fechadas nesta terça-feira

Quem procurou agência do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) da praça Nina Rodrigues, 151, no bairro Glicério, região central de São Paulo, encontrou as portas fechadas na manhã desta terça-feira (26). Uma greve de 24 horas envolvendo servidores de várias unidades no País paralisaram as atividades em protesto por melhores condições de trabalho. 

O Sinsprev (Sindicato dos Trabalhadores em Saúde e Previdência no Estado de São Paulo) informou que no Estado de São Paulo funcionários de 44 postos confirmaram a intenção de paralisar as atividades totalmente, e outros 13 funcionariam parcialmente — já a unidade de Carapicuíba (Grande SP) está fechada por conta de feriado na cidade. A entidade pretende divulgar um balanço mais detalhado no fim da tarde.

A assessoria de imprensa do INSS confirmou a greve e pede aos cidadãos com hora marcada que compareçam aos postos e façam o novo agendamento com os gerentes do local. O instituto e Febasps, Federação dos Sindicatos, não souberam dizer quantas agências foram afetadas no País.

Leia mais notícias de São Paulo  

Para marcar o dia de paralisação, o sindicato de São Paulo informou que será realizado um Ato Público em frente à Superintendência Estadual do INSS, localizada no Viaduto Santa Ifigênia, às 12h.   

Os trabalhadores reivindicam: 

— Lutar pela regulamentação da jornada de trabalho de 30 horas para todos;
— Implantação do Plano de Carreira com incorporação das gratificações;
— Realização de Concurso Público para repor quadro de pessoal;
— Exigir melhores condições de trabalho para o melhor atendimento à população;
— Paridade entre ativos e aposentados;
— Revogação já da Reforma da Previdência.