Cracolândia

São Paulo Gatinha da Cracolândia vira ré na Justiça por tráfico de drogas

Gatinha da Cracolândia vira ré na Justiça por tráfico de drogas

Lorraine Cutier Barbeiro, de 19 anos, foi presa em junho deste ano. Jovem nega as acusações e diz ser somente usuária

  • São Paulo | Do R7

Jovem nega acusações e diz ser somente usuária de drogas

Jovem nega acusações e diz ser somente usuária de drogas

Reprodução/Record TV

O TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) aceitou a denúncia do MP-SP (Ministério Público de São Paulo) e tornou ré Lorraine Cutier Barbeiro, a Gatinha da Cracolândia, pelo crime de tráfico de drogas. A jovem de 19 anos foi presa em junho deste ano em operação da Polícia Civil de São Paulo contra o crime organizado na região central da capital paulista. 

Imagens coletadas pelos investigadores mostraram Lorraine comercializando crack na Cracolândia dentro de uma tenda. Ela também confessou ter guardado drogas em um hotel na região, ponto de venda e uso de crack. Em entrevista à Record TV, a jovem negou as acusações e disse ser somente usuária dos entorpecentes. 

Ela está presa desde 22 de julho, depois de ter desrespeitado determinações da Justiça para o regime de prisão domiciliar. A jovem foi um dos alvos da primeira fase da operação Caronte, que já prendeu 21 pessoas na Cracolândia. 

Lorraine fazia sucesso nas redes sociais, com mais de 36 mil seguidores em seu perfil no Instagram, que está fora do ar. Ela exibia uma vida luxuosa nas redes sociais, com viagens a Angra dos Reis, carros, motos e lanchas. 

Quem é e como agia a traficante Gatinha da Cracolândia

Últimas