GCM mata jovem na zona sul de São Paulo após suposta briga

Guarda civil metropolitano tentou suicídio depois de receber voz de prisão e está internado em estado grave

Jovem foi morto por GCM

Jovem foi morto por GCM

Reprodução

Um guarda civil metropolitano ambiental tentou suicídio, na sede do 101º Distrito Policial, no Jardim das Imbuias, zona sul de São Paulo, por volta das 23h desta sexta-feira (31). Momentos antes, ele atirou e matou uma pessoa, depois de uma suposta briga.

O guarda Alexsandro da Silva Machado estava passando pela rua da casa da mãe dele, quando se desentendeu com alguns rapazes. Segundo os familiares do GCM, estes rapazes tentaram pegar a arma dele, foi quando ele deu um tiro, que atingiu as costas do jovem Yago Araújo.

Leia mais: Ataques em Botucatu refletem falta de investimento em inteligência

O guarda, então, levou o ferido ao Hospital de Parelheiros, mas ele não resistiu ao ferimento. Após socorrer Yago, o guarda foi até a delegacia e recebeu voz de prisão.

Ao saber que seria preso, Alexsandro pegou a arma dele e atirou contra o próprio queixo. Segundo o 101º DP, o agente foi levado ao pronto socorro do Hospital Geral do Grajaú, onde está em estado grave.

O guarda civil ambiental estava há três anos na corporação. A Agência Record solicitou uma nota de posicionamento às assessorias de imprensa da Secretaria de Segurança Pública e Secretaria Municipal de Segurança Urbana.