São Paulo Governo de SP anuncia antecipação da 2ª dose da Pfizer para 21 dias

Governo de SP anuncia antecipação da 2ª dose da Pfizer para 21 dias

Medida valerá para a população acima de 18 anos e deve adiantar doses de 2 milhões de pessoas no estado

  • São Paulo | Gabriel Croquer, do R7

Prazo recomendado pelo Ministério da Saúde é de oito semanas

Prazo recomendado pelo Ministério da Saúde é de oito semanas

Carla Carniel / Reuters - 16.8.2021

O governador de São Paulo, João Doria, anunciou nesta segunda-feira (18) em suas redes sociais que o intervalo de aplicação da vacina da Pfizer contra a Covid-19 passará para 21 dias no estado. A medida valerá para a população com mais de 18 anos e deve antecipar a dose de cerca de 2 milhões de pessoas. 

A nova estratégia do governo começa a valer a partir desta terça-feira (19) em todos os municípios do estado. 

O prazo recomendado atualmente pelo Ministério da Saúde, porém, é de oito semanas entre a primeira e a segunda dose da vacina. O intervalo anterior também provém de uma antecipação, já que o imunizante começou a ser aplicado no Brasil com prazo de três meses entre as doses. 

Já a bula do imunizante registrada na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) recomenda um intervalo de 21 dias entre as doses.  

A vacinação dos adolescentes de São Paulo seguirá com o intervalo de oito semanas. O governo estuda antecipar o intervalo para esse público com a disponibilização de mais doses da Pfizer pelo governo Bolsonaro.

Segundo o Vacinômetro do R7, o estado vacinou até o momento 80,5% da população com a primeira dose e 63,7% com a segunda dose ou dose única.

Estudos mostram que prazos maiores entre as aplicações da vacina geram resposta imunológica mais robusta. A Infectologista Claudia Maruyama, no entanto, diz que não há consenso sobre a questão e argumenta que a disponibilidade maior das doses da vacina justifica o intervalo curto. 

"Os estudos indicam uma boa resposta a partir desse intervalo [de 21 dias]. No cenário atual já podemos pensar em antecipação das doses, desde que se respeite o intervalo mínimo prescrito em bula", explica.

Vacinômetro R7

Últimas