Novo Coronavírus

São Paulo Governo de SP recebe contrato para aquisição da CoronaVac

Governo de SP recebe contrato para aquisição da CoronaVac

Contrato prevê que governo federal adquira do Butantan mais 54 milhões de doses, além das 46 mi já compradas

  • São Paulo | Do R7

João Doria (PSDB) recebe contrato para compra de vacina contra covid-19

João Doria (PSDB) recebe contrato para compra de vacina contra covid-19

Amanda Perobelli/Reuters - 07.01.2021

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), recebeu, às 19h desta quinta-feira (7), o contrato assinado eletronicamente para aquisição da vacina do Instituto Butantan contra a covid-19.

“O que nós mais desejamos é que a vacina do Butantan atenda todo o Brasil e todos os brasileiros. É a vacina mais segura e a vacina mais eficaz. É a vacina do Butantan, é a vacina do Brasil”, declarou Doria.

Em nota, o Instituto Butantan informou que assinou, às 16h35 desta quinta, por intermédio de sua fundação de apoio, o contrato para o fornecimento de 46 milhões de doses da vacina contra o novo coronavírus ao Ministério da Saúde, em quatro entregas, conforme arquivo anexo.

O contrato, que terá duração de 12 meses, prevê a possibilidade de o órgão federal adquirir do instituto outras 54 milhões de doses, totalizando 100 milhões. O valor total a ser pago pelo governo federal pela imunização é de R$ 2,67 bilhões. As despesas estão previstas no Orçamento da União para 2021.

Mais cedo, o Butantan havia destacado que a intenção é formalizar a transação para a inclusão da CoronaVac no Plano Nacional de Imunização da União de forma rápida.

"A inclusão da vacina do Butantan no Programa Nacional de Imunizações representa a continuidade da parceria de mais de 30 anos entre o Instituto e o Ministério da Saúde para o fornecimento de vacinas aos brasileiros", dizia parte do comunicado emitido pelo instituto paulista.

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmo que o Butantan se comprometeu a entregar as 46 milhões de doses da vacina até abril. As demais 54 milhões serão disponibilizadas no restante do ano, totalizando 100 milhões de doses, que é a capacidade total da fábrica.

Também nesta quinta-feira, o governo paulista divulgou vacina desenvolvida pelo Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, apresenta 78% de eficácia na prevenção de casos leves da doença causada pelo coronavírus.

Essa eficácia, porém, aumenta para 100% para casos graves e moderados. Segundo o instituto, quem tomar a vacina do Butantan estará com a vida salva e com chances mínimas de agravamento da covid-19.

Últimas