Novo Coronavírus

São Paulo Governo diz que Plano SP preservou 318 mil empregos durante pandemia

Governo diz que Plano SP preservou 318 mil empregos durante pandemia

Plano preservou empregos entre trabalhadores formais e com menos escolaridade. Regiões com maior aderência se recuperaram antes

  • São Paulo | Do R7

Anderson Lira / Estadão Conteúdo / 13.06.2020

Um estudo produzido pelo governo de São Paulo afirma que o Plano São Paulo preservou 318 mil empregos durante a pandemia. A pesquisa foi divulgada nesta segunda-feira (17) pela coordenadora do Conselho Econômico de São Paulo, Ana Paula Abrão no Palácio dos Bandeirantes. 

Leia também: Doria diz que pode ter se infectado com pacote entregue em casa

Segundo a economista, o plano preservou mais empregos entre trabalhadores formais e com menos escolaridade. As regiões que tiveram maior aderência às medidas restritivas tiveram a atividade econômica recuperada mais rapidamente e de forma mais sustentável. 

O estudo, realizado por pesquisadores vinculados à FIPE e à USP, avaliou a evolução de cada região e de todo o estado, caso estivesse em quarentena homogenea. "Por meio do índice de atividade econômica foi possível medir o que aconteceria se todos estivessem quarentena", explicou Abrão. "A flexibilização gradual permitiu que atividades voltassem de forma consistentes e isso gerou os 318 mil empregos", disse a economista.

Veja ainda: Cidades de SP não avançam nem regridem em plano de reabertura

De acordo com os dados apresentados pelo governo, testes realizados, ampliação da capacidade de atendimento hospitalar e demais medidas restritivas preservaram a atividade econômica. "Hoje, temos um mapa com 86% da população do estado está em regiões amarelas. A epidemia tem o seu ciclo e a sua evolução", disse Abrão.

A economista explicou que o estudo compara a economia no estado durante a quarentena homogênea com cada uma das etapas de flexibilização do Plano São Paulo e com o desempenho das atividades econômicas apresentado nas etapas. 

Veja também: Vítimas intoxicadas com gás jogado por vizinho temem volta ao trabalho

O governo anunciou também um programa de auxílio emergencial de 10 mil vagas em todo o estado de São Paulo. Segundo o governo, o candidato deve estar desempregado há pelo menos um ano, ser maior de 17 anos e resisdir em São Paulo por no mínimo dois anos. 

"Trouxemos o programa com esse olhar emergencial", afirmou Patrícia Ellen, secretária de Desenvolvimento Econômico de São Paulo. 

Últimas