Novo Coronavírus

São Paulo Governo vai endurecer isolamento no interior e aliviar na Grande SP

Governo vai endurecer isolamento no interior e aliviar na Grande SP

Cinco regiões do estado vão regredir uma etapa na flexibilização, enquanto região metropolitana e Baixada Santista avançam fase,. Capital fica como está

  • São Paulo | Daniela Salerno, da Record TV

Comércio de rua começou a reabrir hoje em São Paulo

Comércio de rua começou a reabrir hoje em São Paulo

Anderson Lira/Framephoto/Estadão Conteúdo – 10.06.2020

O governo de São Paulo decidiu endurecer o isolamento social em cinco regiões do interior do estado por causa do avanço da pandemia do novo coronavírus. Por outro lado, a região metropolitana e Baixada Santista vão avançar um nível e terão um alívio nas restrições de circulação.

O anúncio deve ser feito pelo governador João Doria (PSDB), nesta quarta-feira (10), no Palácio dos Bandeirantes (entenda as regras da quarentena nos quadros abaixo). As novas regras passam a valer no dia 15 de junho.

As cinco regiões do interior a ficar com regras mais duras são: Ribeirão Preto, Barretos e Presidente Prudente, que passaram à cor vermelha na escala do governo, além de Araraquara e Bauru, que avançam da cor amarela para a laranja. 

Nas três primeiras, na prática, as regras da quarentena ficarão com a maior rigidez possível em todas essas cidades e nos municípios ao redor. 

Fica proibido, em Barretos, Prudente e Ribeirão Preto, o funcionamento de imobiliárias, concessionárias de veículos, escritórios, comércio em geral e shopping centers. Assim como antes, permanecem vetadas as aberturas de espaços públicos, salões de beleza, bares, restaurantes, academias, teatros e cinemas e a realização de eventos, incluindo os esportivos.

As regiões de Sorocaba, Taubaté, Campinas, Piracicaba, São João da Boa Vista, Franca, São José do Rio Preto, Araçatuba e Marília permanecem com a cor laranja.

Na prática, serão fechados bares, restaurantes e salões de beleza. Permanecem fechados os espaços públicos, academias, teatros e cinemas. Eventos com aglomerações, incluindo esportivos, seguem proibidos. 

Os critérios para encaixar as regiões do estado na quarentena são: ocupação dos leitos de UTI para pacientes com covid-19; relação leitos de UTI covid-19/100 mil habitantes; relação de número de casos nos últimos 7 dias pelo número de casos nos 7 dias anteriores, relação do número de novas internações nos últimos 7 dias pelas novas internações nos 7 dias anteriores; e a relação dos óbitos por covid-19 nos últimos 7 dias pelos mortos pela doença nos 7 dias anteriores.

Capital e região metropolitana

Reabertura do comércio provocou aglomerações

Reabertura do comércio provocou aglomerações

FÁBIO VIEIRA/FOTORUA/ESTADÃO CONTEÚDO - 10.06.2020

Na contramão do interior, as regras da quarentena serão afrouxadas nas cidades da Grande São Paulo. Na região metropolitana, os municípios vão avançar da vermelha para a laranja.

No litoral sul, compreendido pelas cidades da Baixada Santista e da região de Registro, também avançam da fase vermelha para a laranja.

A capital vai permanecer da fase laranja.

Abaixo, você vê como está a divisão do estado, por cores:

Estado está assim dividido hoje, segundo as regras do governo de SP

Estado está assim dividido hoje, segundo as regras do governo de SP

Arte/R7

Entenda as cinco etapas de afrouxamento das regras:

Arte/R7

Entenda como funciona a flexibilização das regras por atividade:

Entenda como funcionam as etapas de flexibilização da quarentena em SP

Entenda como funcionam as etapas de flexibilização da quarentena em SP

Arte/R7

Últimas