Grande São Paulo registra 33% das mortes no trânsito no estado de SP

Estado de São Paulo registrou  2.593 mortes no trânsito nos primeiros 6 meses de 2019, sendo que  850 ocorreram na Grande São Paulo

Grande São Paulo registra 33% das mortes no trânsito no estado de SP

Maior parte dos acidentes no estado de São Paulo acontecem nos finais de semana

Maior parte dos acidentes no estado de São Paulo acontecem nos finais de semana

Reprodução

Dados do Governo do Estado de São Paulo mostram que 33% das 2.593 mortes no trânsito entre janeiro e junho deste ano ocorreram na Grande São Paulo, incluindo a cidade de São Paulo. 

Os dados mostram ainda que os acidentes de trânsito fatais são mais frequentes nas ruas e avenidas das 645 cidades paulistas, que registraram 51% dos acidentes com morte, já as rodovias paulistas, por sua vez, registraram 44% das mortes.

Leia também: Mortes de ciclista aumentam 69% no primeiro semestre em SP

"A relação dos acidentes com alto tráfego, tanto urbano como rodoviário, é direta nessas regiões. Por isso a importância de investimentos nas vias e, principalmente, em ações de conscientização", afirma Silvia Lisboa, coordenadora do programa Respeito à Vida do Governo de São Paulo.

Pedestres e Motociclistas

Os pedestres ainda são as principais vítimas no trânsito no estado de São Paulo, foram 675 mortes nos primeiros seis meses deste ano, sendo que 19% dos casos são envolvendo pessoas com mais de 60 de idade. Mesmo assim, foi registrado uma queda 9,5% na morte de pedestres em relação ao mesmo período do ano passado, que registrou 746 vítimas fatais.

Já os motociclistas seguem liderando as estatísticas no Estado e correspondem a 35% das mortes no trânsito paulista. Foram 913 mortes entre janeiro e junho deste ano, sendo que 42% das vítimas eram de jovens com idade entre 18 e 24 anos.

Homens e jovens morrem mais

Os dados do Governo de São Paulo apontam ainda que de forma geral, os jovens ainda são a maioria das vítimas fatais do trânsito, sendo que 24% das mortes são de pessoas com idade entre 18 e 29 anos.Além disso, os homens são maioria nas mortes no trânsito paulista, sendo 81% das vítimas fatais.

Além disto os dados apontam que 53% dos acidentes, a maioria, acontece no período da noite, e no final de semana (45%), sendo que a colisão com outros veículos é o principal acidente (39%) e o motorista é a principal vítima em 57% dos acidentes.