HC vai reservar leitos de UTI para pacientes de febre amarela em SP

Médicos do HC já fizeram cirurgia inédita de transplante de fígado

O Hospital das Clínicas de São Paulo vai destinar 20% dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para pacientes em estado grave que contraíram o vírus da febre amarela.

A informação foi confirmada na tarde desta sexta-feira (12) pela assessoria de imprensa da Superintendência do Hospital das Clínicas.

A paciente Gabriela Santos da Silva, de 27, que necessitou de um transplante de fígado, após ter confirmado o diagnóstico de febre amarela, continua na UTI e o estado de saúde dela é estável.

Gabriela foi contaminada em Mairiporã e a doença comprometeu totalmente o fígado, sendo necessária a cirurgia inédita de transplante realizada pela primeira vez pelos médicos do HC.