Herdeiro do Itaú é eleito novo provedor da Santa Casa de São Paulo

Pelas regras, Setúbal vai cumprir o tempo restante do mandato e concorrer à reeleição

Pediatra José Luiz Egydio Setúbal durante eleição para provedor da Santa Casa

Pediatra José Luiz Egydio Setúbal durante eleição para provedor da Santa Casa

Renato S. Cerqueira/ Futura Press/ Estadão Conteúdo

O pediatra José Luiz Egydio Setúbal, de 58 anos, foi eleito na manhã desta terça-feira (9), o novo provedor da Santa Casa de São Paulo. Herdeiro do Banco Itaú e presidente do Hospital Infantil Sabará, na região central da capital paulista, ele era candidato único ao cargo e foi escolhido por aclamação pelos cerca de 140 membros da Irmandade presentes na assembleia. A posse ocorreu logo após a decisão.

A eleição foi convocada em abril, após a renúncia do então provedor, o advogado Kalil Rocha Abdalla, investigado pelo MPE (Ministério Público Estadual) por supostas irregularidades na sua gestão, iniciada em 2008.

Em abril de 2014, Abdalla havia assumido seu terceiro mandato, que deveria durar até abril de 2017. Na gestão de Abdalla, a dívida da entidade subiu de R$ 80 milhões para R$ 440 milhões.

Leia mais notícias de São Paulo

Pelas regras da Irmandade, o novo provedor vai cumprir o tempo restante de mandato de Abdalla e poderá, posteriormente, concorrer à reeleição.

De acordo com Setúbal, a prioridade agora é buscar soluções para os débitos da entidade.

— A primeira medida é tentar resolver o CND (Certidão Negativa de Débitos), que a Santa Casa não tem. É prioritário também resolver a questão dos salários atrasados e ver se é preciso reduzir o pessoal.

Como revelado em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo, Setúbal reafirmou que pretende reduzir a proporção de atendimentos do SUS (Serviço Único de Saúde) no complexo hospitalar, mas sem diminuir o número absoluto de pacientes da rede pública.

— Vamos aumentar o número de pacientes particulares.