São Paulo Homem baleado em Pinheiros (SP) diz ter sido confundido com policial

Homem baleado em Pinheiros (SP) diz ter sido confundido com policial

Rodrigo Froes, de 47 anos, escreveu aos amigos que não negociou bens materiais durante abordagem: 'negociei pela vida'

  • São Paulo | Do R7, com Agência Record

Homem é baleado na saída do clube Pinheiros, na zona oeste de São Paulo

Homem é baleado na saída do clube Pinheiros, na zona oeste de São Paulo

Reprodução

O homem baleado em frente à portaria do clube Pinheiros, na zona oeste de São Paulo, disse que foi confundido com um policial pelos suspeitos que tentaram assaltá-lo e que "negociou pela vida" no momento em que foi abordado na noite da sexta-feira (15).

"Não negociei nenhum bem material, mas sim minha vida, pois um dos assaltantes insistia pro outro me apagar, pois achavam que eu era policial. Apelei pros meus 4 filhos. E ele emendou com 3 tiros", disse Rodrigo Froes a amigos em uma mensagem. 

Rodrigo agradeceu as mensagens, disse se sentir bem e que em breve deixará o hospital. "Obrigado pelas mensagens. Fora a dor de cabeça, esperada pelo trauma do tiro, estou bem. Devo sair do hospital em breve e me recuperar em casa. Três tiros entraram e saíram do meu corpo sem nenhuma sequela grave", escreveu. 

A vítima, que esperava o filho na saída do clube, disse ainda que teve ajuda de pessoas que passavam pelo local antes da chegada do Samu. "Um anjo apareceu e conteve meu sangramento maior da cabeça e deu o primeiro atendimento até chegar o Samu. Vida nova que não será desperdiçada."

'Rapidez nas investigações'

O Clube Pinheiros se manifestou no sábado (16) sobre o assalto em frente à portaria do local, que terminou com um de seus sócios baleado. Em nota, a entidade pediu rapidez nas investigações e disse que os protocolos de segurança do lugar serão revistos para que novos episódios do tipo "não voltem a se repetir”.

“Nossos corações e nossas preces estão com a família e os amigos de mais uma vítima da violência em São Paulo. Nossa revolta e nossa preocupação com essa tragédia são extremas. Confiamos na recuperação plena do nosso sócio. E esperamos uma ação célere das autoridades para que os assaltantes sejam capturados e entregues à Justiça", afirmou o clube.

Tentativa de assalto

Na noite desta sexta-feira (15), Rodrigo Fróes, de 47 anos, foi baleado na portaria da rua Tucumã do Clube Pinheiros enquanto esperava a saída do filho. Ele foi abordado por dois criminosos, que estavam em uma moto. O homem que se sentava na garupa desceu e anunciou o assalto. Houve uma discussão entre a vítima e o suspeito, que em seguida disparou três vezes.

Os tiros acertaram a panturrilha direita, o ombro direito e, de raspão, a cabeça de Rodrigo. Os homens, que usavam uma mochila semelhante à de entregadores de aplicativo, fugiram pela marginal Pinheiros.

A vítima foi levada para o Hospital Albert Einstein e não corre risco de morte. A Polícia Civil de São Paulo busca os suspeitos e já coletou imagens de câmeras de segurança que flagraram a ação dos homens.

Últimas