São Paulo Homem é condenado a 80 anos de prisão por morte de filha e enteada

Homem é condenado a 80 anos de prisão por morte de filha e enteada

Réu teria praticado os crimes como vingança a sua companheira por conta de uma traição. Ele asfixiou as duas crianças

  • São Paulo | Do R7

Filha e enteada tinham três e oito anos de idade

Filha e enteada tinham três e oito anos de idade

Reprodução/Facebook

Um homem foi condenado na última quarta-feira (4) a 80 anos de prisão, em regime inicial fechado, pela morte da filha e a enteada – as duas tinham três e oito anos.

O motivo do crime teria sido uma vingança contra sua companheira, que confessou uma traição no relacionamento.

De acordo com os promotores responsáveis pelo caso, Rodrigo Merli Antunes e Vania Caceres Stefanoni, Clayton Almeida soube sobre a relação extraconjugal e fingiu perdoar a mulher.

No entanto, no dia seguinte, ele esperou que ela saísse para trabalhar, asfixiou as duas garotas e fugiu. Ele foi preso em maio de 2019.

Almeida foi condenado por duplo homicídio e teve a pena majorada devido a três qualificadoras – motivo torpe, meio cruel e recurso que impossibilitou a defesa das vítimas –, duas agravantes – crime contra descendente e pela prevalência de relações domésticas – e, ainda, a causa de aumento por vitimar menores de 14 anos.

Últimas