São Paulo Homem é detido após atirar contra pessoas em situação de rua em SP

Homem é detido após atirar contra pessoas em situação de rua em SP

Suspeito disse que teve o celular furtado na região do Anhangabaú, no centro. Apesar dos disparos, ninguém ficou ferido

  • São Paulo | Rodrigo Balbino, da Agência Record

Um homem foi detido após atirar contra um grupo de pessoas em situação de rua, no acesso à estação Anhangabaú do Metrô, na região central de São Paulo, por volta de 0h desta segunda-feira (1º). Ninguém ficou ferido.

O atirador estava com uma pistola 380 e disparou várias vezes contra as pessoas que estavam na rua Quirino de Andrade. Entre elas, estava uma mulher grávida. Apesar das inúmeras tentativas, ninguém foi atingido. Segundo testemunhas, a todo instante, o suspeito dizia que um dos moradores teria roubado seu celular.

Homem é detido após atirar contra pessoas em situação de rua no centro de SP

Homem é detido após atirar contra pessoas em situação de rua no centro de SP

Reprodução Record TV

Equipes da Polícia Militar e Guarda Civil Metropolitana chegaram rapidamente ao local e conseguiram deter o homem ainda no endereço. Ele estava com a companheira. Ambos foram encaminhados para a delegacia.

De acordo com informações da Record TV, o homem, de aproximadamente 25 anos, alegou que teve o Iphone 12 roubado. Por este motivo, ele chegou atirando no grupo de pessoas que estava debaixo de uma marquise de comércio.

O local foi preservado para a realização de perícia. Na porta dos estabelecimentos havia várias marcas de tiros e muitas cápsulas foram encontradas pelo chão.

Uma das vítimas está grávida de dois meses. A mulher disse que o homem já chegou atirando e que quando ele apontou a arma para ela e o companheiro, foi impedido de atirar pela mulher que o acompanhava. Depois disso, ele disparou várias vezes para o chão.

O suspeito, que estava visivelmente embriagado, disse que a arma possuía registro, porém não apresentou o documento ao delegado de plantão.

O atirador permaneceu preso e ficará à disposição da Justiça. A companheira dele foi liberada. O caso foi registrado no 2° Distrito Policial, no Bom Retiro.

Últimas