São Paulo Homem é investigado por assédio a mulheres em ônibus da Grande SP

Homem é investigado por assédio a mulheres em ônibus da Grande SP

Pelo menos seis mulheres já registraram boletim de ocorrência contra o homem, que se masturba próximo às vítimas e as persegue na rua

  • São Paulo | Do R7, com informações da Record TV

Homem foi visto por câmeras de segurança perseguindo mulher na rua

Homem foi visto por câmeras de segurança perseguindo mulher na rua

Reprodução/ Record TV

Seis mulheres denunciam um ajudante geral por assédio sexual em Guarulhos, na Grande São paulo. Esse homem estaria agindo na rua desde o início de junho, em pontos de ônibus, dentro dos veículos e nas ruas da cidade, se masturbando próximo às vítimas e até perseguindo-as na rua. O homem já chegou a ser preso pela polícia, mas foi solto e segue em liberdade enquanto é investigado. As informações são da Record TV

Leia também: Homem é preso em SP suspeito de sequestrar e estuprar modelo

Os relatos e denúncias surgiram quando uma das vítimas, que preferiu não se identificar, fez um post nas redes sociais denunciando o ajudante geral de 24 anos, que é casado. Ela contou que, na volta do trabalho, no dia 3 de junho, o homem se sentou ao seu lado em um ônibus e começou a acariciar as partes íntimas enquanto olhava em sua direção.

Devido a repercussão da publicação na rede social, outras cinco mulheres jovens entraram em contato com ela contando que tinham passado pela mesma situação. Uma outra jovem foi assediada da mesma forma dentro um ônibus, no dia 16 de junho. A vítima relatou que, em meio à ação do homem, que se masturbava sentado ao seu lado, só conseguiu reagir se levantando do assento e chorando. 

Uma das vítimas chegou a pedir demissão do emprego com medo de encontrar esse homem de novo, depois de ter sido assediada no meio da rua, no dia 12. Ela estava chegando no trabalho quando foi abordada pelo homem, que fez perguntas obscenas, para em seguida perseguir a vítima, com as partes íntimas de fora.

O circuito de segurança gravou o suspeito, que chegou a ser preso e, mesmo confessando que era ele quem aparecia nas imagens, foi solto.

As vítimas têm o mesmo perfil: são mulheres jovens, em torno dos 20 anos de idade, com cabelos lisos e longos. Algumas delas chegaram a procurar a polícia, mas não sabiam a identidade do homem. Até que uma das mulheres encontrou o suspeito na rua por acaso. Ela saiu do carro, começou a perseguir o abusador e chamou a polícia, que deteve o ajudante geral. 

O caso foi registrado no 1º DP de Guarulhos, que investiga os abusos. O homem deve responder pelo crime de importunação sexual, que prevê até cinco anos de prisão.

Últimas