São Paulo Homem é preso após esfaquear ex-companheira na zona leste de SP

Homem é preso após esfaquear ex-companheira na zona leste de SP

Vítima atingida no pescoço, braço e peito foi encaminhada ao Hospital Sapopemba. Segundo a PM, o estado de saúde é estável

  • São Paulo | Do R7

Polícia foi acionada para a região do Parque São Rafael, zona leste de SP

Polícia foi acionada para a região do Parque São Rafael, zona leste de SP

Reprodução Google Street View

Um homem é preso após esfaquear ex-companheira no Parque São Rafael, zona leste de São Paulo, na tarde deste sábado (17). O homem de 30 anos é reincidente e contra ele  existiam diversos boletins de ocorrência por agressão e uma medida protetiva.

A Polícia Militar foi acionada para a Travessa Miguel Ligero, 50, na região do Parque São Rafael, por volta das 13h30. No local, os agentes encontraram Pamela de Jesus Ferreira, de 28 anos, toda ensanguentada, com ferimentos causados por faca.

Pamela estava na casa da mãe, quando o homem apareceu para conversar. De acordo com familiares, sem motivo aparente, ele sacou a faca e partiu para cima dela. A vítima, que foi atingida no pescoço, braço e peito, foi socorrida e encaminhada ao Hospital Sapopemba. Segundo a PM, seu estado de saúde é estável.

Segundo a família da Pamela, o ex-companheiro passou a ser agressivo a cerca de um ano, quando a mulher decidiu que queria trabalhar. Há sete meses, a vítima pediu a separação e desde então nunca teve paz. O casal permaneceu junto por dez anos e têm três filhos pequenos.

Essa não foi a primeira vez que o ex-companheiro foi agressivo. O próprio policial, por coincidência, havia atendido outro chamado no mesmo endereço, pelo mesmo motivo, há cerca de três meses.

Assim que cometeu o crime, o homem fugiu. Os policiais o encontraram andando pela Avenida Ragueb Chohfi, em São Mateus. Aos agentes, ele confessou que havia jogado a faca num barranco. O caso foi registrado no 49º Distrito Policial, de São Mateus. Além das agressões à ex-companheira, Tiago tem ainda outra passagem pela polícia, por violência contra mulher.

Últimas