São Paulo Homem é preso por envolvimento em ataques em Ourinhos e Botucatu

Homem é preso por envolvimento em ataques em Ourinhos e Botucatu

Tiago Tadeu Faria foi detido na zona norte da capital. Ele já era procurado por roubo a banco. Suspeito foi quem rasgou as notas do Carnaval de 2012 

  • São Paulo | Do R7, com informações da Agência Record

Tiago Faria foi detido na zona norte e já era procurado por roubo a banco

Tiago Faria foi detido na zona norte e já era procurado por roubo a banco

Reprodução / Daniel Teixeira/ 21.02.2012/Estadão Conteúdo

Policiais do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) prenderam um dos principais integrantes do grupo responsável por ataques contra empresas do ramo bancário e transporte de valores. Tiago Tadeu Faria, conhecido como Gianecchini, foi detido nesta sexta-feira (11) em Lauzane Paulista, na zona norte de São Paulo.

Segundo a polícia, o suspeito já era procurado por roubo a banco e ficou conhecido quando apareceu, em rede nacional, após invadir a apuração do Carnaval de São Paulo, em 2012, e rasgar as fichas contendo as notas das escolas de samba.

A prisão de Faria foi uma ação da 5ª Delegacia Patrimônio (Investigações sobre Roubo a Bancos) que acompanhava a investigação dos ataques com explosivos nas agências do Banco do Brasil de Ourinhos e Botucatu, no interior de São Paulo.

Leia mais: Suposto líder em crime de Botucatu teria participado de outros ataques

O homem também é suspeito de ter participado de explosões do Banco do Brasil no Rio Grande do Norte em 2017, e da Caixa Econômica Federal em 2018, além do roubo ao Bradesco no município de Iacanga, em 2016.

A equipe de investigação conseguiu informações sobre os deslocamentos de Faria e os policiais conseguiram interceptá-lo na avenida do Guacá. Não houve reação.

Veja também: Ataques em Botucatu refletem falta de investimento em inteligência

Em junho, policiais civis de Itaquaquecetuba, na Grande São Paulo, apreenderam um estoque de 200 quilos de explosivos que pertencia ao grupo. O material seria utilizado em futuros ataques.

Investigação

Tiago é apontado como um dos líderes da principal quadrilha especializada em ataques a bancos e carros-fortes, que atuam de forma violenta e orquestrada. Os alvos do grupo são cidades do interior do país e Tiago se envolve nessas ações há pelo menos quatro anos. Ele é suspeito de participar de cinco ataques, sendo dois deles no interior de São Paulo: em Ourinhos e em Botucatu.

Segundo a Polícia Civil, o homem tinha uma participação ativa no esquema. Ele planejava a ação, mapeava os alvos e escolhia o lugar onde os envolvidos iriam se esconder. Nos dias dos ataques, ele ainda manipulava os explosivos.

Leia ainda: Jovem executado em Bertioga (SP) teria se passado por policial

Tiago será transferido para a delegacia de Bauru, no interior paulista, onde as investigações continuam para identificar mais integrantes da quadrilha.

Carnaval

Tiago ficou conhecido no Carnaval de 2012, quando invadiu a área dos jurados que faziam a apuração do desfile das escolas de samba, rasgou as cédulas e saiu correndo, após pular as grades que isolavam a área.

Na ocasião, o integrante da escola de samba Império de Casa Verde foi preso e indiciado por supressão de documentos e dano ao patrimônio, mas foi inocentado pela Justiça no ano seguinte.

Últimas